Teresa Viana | Museu de Arte de Ribeirão Preto

Pensamentos Pictóricos é resultado do projeto de Teresa Viana contemplado pela FUNARTE – Prêmio de Artes Plásticas Marcantonio Vilaça, em sua 9ª edição, que consiste em viabilizar esta mostra no MARP – Museu de Arte de Ribeirão Preto Pedro Manuel-Gismondi e na doação de duas de suas obras à instituição.

Além das peças doadas, uma pintura encáustica e óleo sobre tela (2014) e um trabalho em lã de carneiro – feltragem – (2019), a exposição reúne mais duas pinturas do mesmo período e um conjunto de seis pequenas telas (2016), todas na mesma técnica, e duas séries de feltragem: uma composta por dez trabalhos, apresentada na coletiva Another Gesture, na A.I.R. Gallery, em Nova Iorque (2017), e outra com oito trabalhos (2018).

Exibidas pela primeira vez no Brasil, as feltragens decorrem do procedimento têxtil milenar utilizado pelos povos nômades da Ásia. “Assim busco resgatar um modus operandi ancestral ligado a outro espaço-tempo para questionar os processos perceptuais na contemporaneidade”, diz a artista. Estas obras foram ainda anteriormente reunidas e exibidas nos Estados Unidos, Spring Open Studio do ISCP, em 2019, quando a artista foi contemplada pela segunda vez com a bolsa da The Pollock-Krasner Foundation, para dar continuidade à sua pesquisa durante um ano e fazer uma residência artística no International Studio & Curatorial Program (ISCP), em Nova Iorque.

Já em sua pintura, Viana investiga a possibilidade de expandir a experiência do pensamento. Sua produção pictórica emerge na profusão de sensações sinestésicas que se organizam como “pensamento tátil”. Ao utilizar a cera como aglutinante dos pigmentos (encáustica), suas pinturas adquirem volume e caracterizarem-se por uma tridimensionalidade escultórica em cores vibrantes que extrapolam a superfície.  Embora o seu meio principal seja a pintura, a artista trabalha também com desenho sobre papel e digital, colagens e, a partir de 2017, com a feltragem.

Compartilhar: