Sua arte aproxima | Museu de Arte do Rio – MAR

O Museu de Arte do Rio abre suas portas para receber a exposição de grafite “Sua arte aproxima”, uma parceria de um concurso cultural promovido pela Central Única das Favelas (CUFA) e a Microsoft. O lançamento da mostra será no dia da favela, celebrado no dia 4 de novembro. Os grafiteiros do Rio de Janeiro e de São Paulo, indicados pela CUFA, todos moradores de favela, produziram uma arte inspirada na rosa azul, símbolo oficial do Windows 11 e novo fundo de tela do sistema operacional recém-lançado. O público poderá conferir as dez artes que participaram do concurso, além de obras inéditas. Um muro do MAR será grafitado e ficará exposto especialmente para o Dia da Favela. A mostra vai ficar no museu até o dia 5 de dezembro.

“A gente não deve comemorar a existência das favelas, mas deve sim celebrar as mais diversas manifestações culturais, artísticas, sociais, de honestidade, de solidariedade, que existem e são marca das pessoas que vivem nesse lugar. Isso sim precisa ser celebrado e festejado. A ideia é comemorar a resiliência, a força, a autenticidade, e a
agenda positiva tão presente nesses territórios”, explicou Nega Gizza, rapper, produtora de eventos em favelas e fundadora da CUFA (Central Única das Favelas). Todas as artes foram publicadas no instagram da @cufabrasil, e a que teve mais curtidas foi a vencedora. O artista vencedor, Jeff Seon, morador do Complexo do Alemão, ganhou um computador e escolheu o Ciep Deputado José Carlos Brandão Monteiro, em Olaria, para a Microsoft doar 30 computadores Dell Desktops, recomendados para educação, garantindo inovação para a instituição do seu território.

Comemorado em todo o Brasil, a data foi escolhida porque no dia 4 de novembro de 1900, no Rio de Janeiro, foi a primeira vez que a expressão favela apareceu pela primeira vez em um documento oficial. No Rio de Janeiro, o Dia da Favela é lei desde 2006, quando foi proposta pelo então vereador Edson Santos. E, em 2019, se tornou lei também no estado do Rio, por conta da então deputada Martha Rocha.

Compartilhar: