Semana da Consciência Negra – Virtual – MARGS

Assumindo como compromisso a importância e a necessidade de se refletir criticamente sobre as relações étnico-raciais, o Museu de Arte do Rio Grande do Sul (MARGS) preparou uma programação especial para celebrar a Semana da Consciência Negra 2020.  Entre os dias 20 e 26 de novembro, no Instagram e no Facebook, serão trazidas a público postagens com conteúdos sobre ações educativas realizadas pelo MARGS em anos recentes, tendo como intenção promover debates com perspectivas antirracistas no âmbito das ações e programações do Museu. Entre os projetos, estão “Arte, Política e Educação”, evento organizado em parceria com a UERGS; “Mulheres artistas: questões atuais”; o Programa Público da exposição “Acervo em movimento”; a intervenção artística e educativa “Não queremos ser as únicas”; o Programa Público da exposição “Otacílio Camilo — Estética da rebeldia”; e o projeto “Investigações do agora”, que trouxe a público um levantamento de dados sobre presença e representatividade de raça e gênero no Acervo Artístico do MARGS. Além de destacar essas atividades, o Núcleo Educativo e de Programa Público do MARGS compartilhará referências de conteúdos nas redes sociais, a partir de textos, livros e pesquisas acadêmicas que orientam e instrumentalizam os trabalhos do Museu. A iniciativa relacionada à Semana da Consciência Negra 2020 soma-se a uma série de ações que vêm sendo realizadas pela atual gestão do MARGS, como forma de consolidação de políticas institucionais reparatórias que busquem a inclusão, a diversidade e a pluralidade. Trata-se, assim, de uma parte de um todo muito complexo e que ainda há muito a ser feito de forma permanente e coletiva.

 

MARGS na Semana da Consciência Negra 2020

Refletir criticamente sobre as relações étnico-raciais é uma questão premente à sociedade atual. Atentos a isso, muitos museus vêm tentando entender seus lugares nesse debate, reconhecendo suas heranças e práticas coloniais, repensando seus compromissos com os contextos sociais, adotando análises críticas com relação a si mesmos e a seus acervos, e promovendo a criação de espaços que acolham e escutem múltiplas narrativas. Nesse sentido, é necessário empenhar-se em prol de uma educação antirracista de forma contínua e transversal nas ações e programações propostas.
É em função desse entendimento que, nesta Semana da Consciência Negra, optamos por retomar e relembrar algumas ações educativas realizadas pelo MARGS e que tiveram a intenção de promover debates com perspectivas antirracistas dentro das programações idealizadas anualmente.  Assim, faremos postagens diárias, entre os dias 20 e 26.11, sobre essas ações e encerraremos a semana compartilhando referências a partir de textos, livros e pesquisas acadêmicas que orientam e instrumentalizam nosso trabalho. Entendendo que nossas ações foram/são uma pequena parte de um todo muito complexo e que ainda há muito a ser feito de forma permanente e coletiva.

Programa
20.11: “Arte, Política e Educação”. Evento em parceria com a UERGS. (2018)
21.11: “Mulheres artistas: questões atuais”. (Edições de 2019 e 2020)
22.11: Ações no Programa Público da exposição “Acervo em movimento”. (2019)
23.11: Ação “Não queremos ser as únicas”. (2019)
24.11: Ações no Programa Público da exposição “Otacílio Camilo — Estética da rebeldia”. (2019)
25.11: Ação no projeto “Investigações do agora”. (2019)
26.11: Compartilhamento de referências a partir de textos, livros e pesquisas acadêmicas que
orientam e instrumentalizam nosso trabalho.

Compartilhar: