Reabertura Casa Roberto Marinho

No feriado do dia 1º de maio (sábado), a Casa Roberto Marinho será reaberta ao público, após 40 dias de fechamento em razão do agravamento da crise da pandemia de Covid-19 na cidade do Rio de Janeiro.

Com o objetivo de zelar pela segurança de funcionários e visitantes, o instituto segue um protocolo sanitário reforçado com base nas orientações divulgadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) que prevê, entre outras medidas, uso obrigatório de máscara, aferição de temperatura na entrada e dispenser de álcool 70% em pontos estratégicos.

Estão em cartaz as exposições “Maria Martins”, mostra de gravuras e documentos doados à instituição por sobrinho-neto da escultora que ocupa o térreo da Casa Roberto Marinho e “A escolha do artista na Coleção Roberto Marinho” que reúne trabalhos autorais de cinco expoentes das artes plásticas em diálogo com obras de acervo.

Como forma de controle do fluxo de público em área expositiva, é exigida a reserva prévia de ingressos através do site (http://www.casarobertomarinho.org.br/). O visitante efetua o agendamento on-line e recebe seu tíquete através do e-mail cadastrado. O serviço de bilheteria segue temporariamente suspenso. O acesso às exposições será permitido somente em quatro horários pré-determinados: 12h, 13h30, 15h e 16h30, com circulação simultânea de apenas 80 pessoas.

A cafeteria igualmente terá capacidade reduzida, com maior distanciamento entre as mesas, cardápio digital, uso de descartáveis (quando possível) e intensificação da limpeza de mesas e cadeiras com álcool 70%. A livraria do espaço também estará aberta ao público.

Compartilhar: