Quarantine | Sesc Ipiranga

Yana Tamayo, As Margens, 2020

O Sesc Ipiranga exibe a partir desta terça-feira, dia 7 de dezembro de 2021, a mostra Quarantine. A exposição reúne obras de 31 artistas contemporâneos – de diferentes partes do Brasil – incorporadas ao Acervo Sesc de Arte a partir de iniciativa concebida como resposta aos impactos que o mundo passou a enfrentar diante da pandemia de Covid-19 e, em particular, no campo das artes visuais.

Idealizado e coordenado por Cristiana Tejo, Julia Morelli, Lais Myrrha e Marilá Dardot, o projeto – que dá nome também à exposição no Sesc – estabeleceu uma espécie de cooperativa de artistas e disponibilizou suas obras a colecionadores, todas pelo mesmo valor. O montante arrecadado foi repartido igualmente entre os participantes, sendo uma parcela revertida para o fundo emergencial de apoio às pessoas trans afetadas pela Covid-19 e assistidas pela Casa Chama.

Entre as obras adquiridas por meio do projeto para a coleção permanente do Sesc São Paulo – e exibidas nesta mostra na unidade do Ipiranga – estão desenhos, gravuras digitais, trabalhos de arte sonora e outros formatos, vídeos, fotos e conjuntos de instruções para ações artísticas de Ana Lira, Arissana Pataxó, Armando Queiroz, Bruno Faria, Caetano Costa, Clarice Cunha, Daniel Lie, Denilson Baniwa, Fabiana Faleiros, Fabio Morais, Fabio Tremonte, Fernando Cardoso, Janaína Wagner, João Loureiro, Luanda Patrícia Francisco, Lucas Bambozzi, Manauara Clandestina, Marcellvs L., Marcia Xavier, Marco Paulo Rolla, Mariana de Matos, Marta Neves, Maurício Ianês, Nicolás Robbio, Paulo Bruscky, Rafael R.G., Ricardo Basbaum, Romy Pocztaruk, Traplev, Yana Tamayo e Yuri Firmeza.

Ao incorporar essas obras à sua coleção e apresentá-las na mostra Quarantine, o Sesc reforça seu papel educativo por meio do estímulo à produção artística e da exposição dos públicos a trabalhos que tratam de temas urgentes.

Compartilhar: