Pazé | CCBB-SP

Apresentar ao público um projeto que prevê transformar 1,3 milhões de m² da área ocupada por quatro cemitérios da capital paulista em parques abertos para toda a população, com lagos e cultivo de espécies da flora brasileira. Em síntese, esta é a proposta da exposição “Jardins do Tempo”, do artista visual Pazé.

A mostra, composta por múltiplas linguagens, reúne 110 trabalhos inéditos a partir de desenhos a lápis, croquis, nanquim, aquarelas, plantas e desenhos arquitetônicos, fotografias, além de um vídeo com cerca de 20 minutos duração, com imagens em 3D, em que os visitantes poderão ter uma ideia bem detalhada das propostas do projeto. “Jardins do Tempo” ocupará o subsolo do CCBB SP até o dia 28 de outubro, com entrada gratuita.

Com curadoria de Magnólia Costa, a exposição é o resultado de oito anos de trabalho, após uma densa pesquisa estética realizada por Pazé, que teve como objeto quatro cemitérios paulistanos: Araçá, Vila Nova Cachoeirinha, Vila Formosa e São Pedro (Vila Alpina), com áreas somadas equivalentes a 120 quadras e superior à do Parque do Ibirapuera.

Compartilhar: