Paulo Arraino | TAL Tech Art Lab

Em sua primeira exposição individual no Brasil, o artista contemporâneo português Paulo Arraiano apresenta While Satellites Dance, na Galeria TAL Tech Art Lab, localizada na antiga fábrica Bhering, na zona portuária do Rio de Janeiro.
Paulo realizou inúmeras exposições, individuais e coletivas e instalações públicas site specific, das quais se destacam “Point of View” Palácio da Pena (Sintra, Portugal); “Down to Earth” The Dot Project Gallery (Londres, Inglaterra); “1/81” Museu Coa (V. N. Foz Côa, Portugal); “Fold/Fault” Forty/Forty Gallery (Varsóvia, Polônia); “Circles Of Hope”, Trädgården (Estocolmo, Suécia) entre outras. Seus trabalhos estão representados em várias coleções públicas, dentre as quais, Luciano Benetton (Itália); Zewnetrznej Sztuki Foundation; (Polônia); D. Luís Foundation / Museum Quarter, (Portugal), Grupo Pestana / Cidadela Art District (Portugal); Museé d’Art Moderne (Luxemburgo) e CAC Museum (Malaga, Espanha).
O artista apresenta suas criações produzidas em 2016, que consistem principalmente em obras bidimensionais e uma instalação. São pinturas de grande e pequena escala que, dispostas na galeria, criam um ritmo e uma sensação de afastamento e proximidade como o zoom in e zoom out, inspiradas nas relações humanas e no contexto da sociedade contemporânea, controlada por satélites artificiais.
Com o pensamento critico de seu tempo, assim como os satélites que se deslocam em órbitas, Paulo Arraiano, utiliza o movimento, e o corpo, num processo relacionado com a abstração gestual, criando uma correlação direta entre o indivíduo e seu fluxo natural. O resultado deste processo criativo culmina em imagens que se assemelham as que vemos nos registros fotográficos feitos por satélites.

Compartilhar: