Paula Costa | Galeria Digrado – Belas Artes

Paula Costa, artista carioca que borda em flores e folhas, explora pela primeira vez a tecnologia em imersão digital, a realidade aumentada e a arte em couro vegano,  na exposição (IM)permanência. Mais que o conceito de trabalhar com suporte orgânico, a artista aceita a natureza como finalizadora das suas obras. Propõe que todos somos arte viva e tem razão. Diferentemente de um pintor, ela não tem o controle sobre a aparência final daquilo o que passou horas fazendo. Exerce somente o desapego. “Não há nada no universo que não esteja se transformando nesse exato momento. Meu trabalho não é diferente”, acredita Paula.

 

Compartilhar: