Passagens: Espaços de transição da cidade do século XXI | SHOPPING CIDADE SÃO PAULO

Escadas rolantes em Medellin, Colômbia

O Ministério do Turismo, a Secretaria Especial da Cultura e a Porsche Brasil apresentam a exposição “Passagens: Espaços de transição da cidade do século XXI”. Propondo uma reflexão sobre os desafios de mobilidade nas cidades contemporâneas e como eles impactam diretamente na qualidade de vida de seus habitantes, a mostra internacional itinerante chega ao mais emblemático endereço de São Paulo, a Avenida Paulista, a partir do dia 24 de junho.

Realizada pelo Instituto Cidade em Movimento (IVM, sigla de Institut pour la Ville em Mouvement), ONG fundada há mais de 20 anos na França em prol da mobilidade urbana, a mostra já foi apresentada em grandes metrópoles mundiais, como Paris, Barcelona, Buenos Aires, Pequim e Xangai, ganhando também uma exibição em São Paulo, em 2018. A nova montagem, que conta com o apoio da Fundação Grupo Volkswagen, poderá ser visitada gratuitamente no Shopping Cidade São Paulo (4º piso, em frente ao Cinemark) até 31 de julho.

A partir de túneis, escadarias, passarelas, cruzamentos, vielas e pontes e diversos elementos interativos, que permitem ao público experimentar diferente experiências de mobilidade, “Passagens” discute como esses espaços de ligação são determinantes para os deslocamentos nas cidades e a democratização do espaço urbano.

A exposição revela barreiras encontradas diariamente no caminho de milhares de cidadãos ao redor do mundo, às vezes até impedindo a locomoção, mas também reúne soluções inovadoras desenvolvidas em muitos países, que facilitam os acessos, reduzem percursos e podem transformar esses componentes de conexão em áreas de convívio social.

“Com a Covid-19 e a necessidade de isolamento, passamos muito tempo longe das ruas e das pessoas. Mas quase um ano e meio depois, e diante da perspectiva de controle da pandemia com a vacinação, temos que voltar a pensar na ocupação dos espaços públicos e no direito ao acesso à cidade para todos”, afirma Luiza Andrade e Silva, diretora-executiva do IVM e coordenação geral da exposição.

A EXPOSIÇÃO: TRANSPONDO BARREIRAS

“Passagens” é dividida em quatro áreas principais. Em “As 1001 barreiras”, o visitante se vê imerso nas muitas barreiras das cidades contemporâneas. Uma instalação audiovisual cria cenas típica das ruas, que une pedestres, corredores, ciclistas, pais com carrinhos de bebê, entre outros, movendo-se de um lado para outro.

A seção “Além da infraestrutura, a passagem” é dividida em duas partes. A primeira conta a evolução histórica das passagens por meio de uma linha de tempo de 12 metros e traz três nuvens de imagens com soluções inovadoras ao redor do mundo, abordando características comuns dos locais de passagem: Ligação, Lugar e Transição. Uma instalação interativa dá ao visitante a oportunidade de experimentar a mobilidade em vários contextos urbanos.

Em “Projetos de passagem” se encontra um conjunto de pesquisa e ações desenvolvidas pelo IVM nos últimos anos. O “Manifesto da Passagem” resume as principais definições de passagens no século 21 e convida os visitantes a deixarem ali suas próprias contribuições em uma lousa.

Na última área, “Fórum”, o visitante pode assistir a documentários e apresentações, incluindo a pesquisa de campo do IVM Brasil realizado no Jardim Ângela, bairro paulistano, e cinco curtas-metragens sobre passagens na África.

A exposição é bilíngue (português/inglês). Ela poderá ser visitada diariamente das 12h às 20h. Não é necessário retirar ingresso ou fazer agendamento. Será feito um controle do público na entrada e adotados todos os protocolos sanitários, conforme definição das entidades do setor de exposições e órgãos de saúde.

Compartilhar: