O Natal e suas manifestações populares | Museu do Pontal

O Museu do Pontal, referência internacional em arte popular brasileira, agora sediado na Barra da Tijuca, próximo ao Bosque da Barra, oferece aos sábados e domingos uma programação voltada para o público infantil e para a família. As inscrições para as atividades são gratuitas e feitas na recepção. Nas que têm capacidade limitada vale o critério de ordem de chegada. Em dezembro, as atividades vão ter como tema de fundo o Natal, do ponto de vista das manifestações populares brasileiras.

PROGRAMAÇÃO EDUCATIVA CULTURAL DE 4 e 5  DE DEZEMBRO DE 2021

Com coordenação da arte-educadora Cecília Einsfeld, a programação deste fim de semana, em torno de uma hora de duração por cada atividade, é a seguinte:

 

  • SÁBADO, DIA 4 DE DEZEMBRO

10h Musicalização para bebês – Oficina Brincadeiras Musicais, com Bebel Nicioli.
Classificação: até 5 anos.

15 vagas

A oficina propõe uma vivência para que a criança se aproxime da expressão musical e de suas múltiplas possibilidades. As atividades dão às crianças, na brincadeira, no prazer da livre expressão, escutando, criando, dançando, tocando, percutindo o corpo, cantando, uma amostra da multiplicidade e diversidade de linguagens e repertórios musicais. São utilizados diversos instrumentos e fontes sonoras, incluindo as vindas da natureza. A música oferece elementos que potencializam a sensibilidade, criatividade, imaginação, espontaneidade, expressividade, a relação da criança com o corpo, com o espaço e com o meio em que vive, contribuindo também para as suas conquistas cognitivas.

 

Bebel Nicioli é educadora musical, flautista e clarinetista, e idealizadora, diretora artística e curadora do Musicar – Festival de Música Infantil.

 

11h e 16h30 – Visita Musicada pela Arte e Cultura Popular Brasileira, com os arte-educadores Beatriz Bessa e Pedro Cavalcante, com duração aproximada de 1h30.

Classificação: livre

As visitas musicadas foram criadas para atender a uma demanda do público que quer conhecer mais profundamente a arte popular do Brasil. Os roteiros são adaptados às diferentes faixas etárias, e alguns temas podem ser priorizados durante a visita, de acordo com a solicitação do público. São visitas lúdicas, que mexem com a memória afetiva dos visitantes, em que são utilizados diferentes instrumentos musicais que tocam ritmos tipicamente brasileiros como samba, forró, coco, jongo, maracatu, ciranda e capoeira, entre outros, sempre de acordo com o tema abordado no acervo. Durante a visita, os participantes são estimulados a refletirem sobre a diversidade cultural brasileira, as relações entre o mundo do campo e o das grandes cidades, os processos migratórios, as diferentes profissões, as práticas sociais, as relações familiares, as festividades, a espiritualidade e, ainda, sobre questões próprias ao universo das artes plásticas, os processos criativos dos artistas e os materiais que utilizam para fazer suas esculturas.

 

11h30 e 16h – Baú de Brinquedos.
Classificação: livre

Os arte-educadores do Museu do Pontal estimulam a criançada a conhecerem o Baú de Brinquedos Populares. Nesta iniciativa inédita, o público infantil brinca com ioiôs, bilboquês, petecas, piões, fantoches, elásticos e cordas para pular, giz para riscar amarelinha e bambolês. As esculturas vistas nas exposições, especialmente no setor Brincares – brincadeiras e brincantes, enfocam várias dessas brincadeiras, e esta atividade promove um contato lúdico ao ar livre, na grande Praça-Jardim, na parte frontal do Museu. Em caso de chuva, a atividade acontece na Sala Multiuso.

15h – Lançamento de novo livro de Sonia Hirsch, “Bora Viver: um guia para 60+”, seguido de palestra.

Aos 73 anos, a jornalista e escritora pesquisa há mais de 40 anos alimentação medicinal e natural, já tendo publicado 20 livros. “Envelhecer pode não ser a melhor das coisas, mas pode ser muito bom estar livre – finalmente – para se dedicar a coisas novas. Porque a vida se renova, cheia de mistérios e descobertas. Bora viver!”, diz .
https://soniahirsch.com.br/collections/all/products/bora-viver-um-guia-para-60.

 

  • DOMINGO, DIA 5 DE DEZEMBRO

11h e 16h30 – Visita Musicada pela Arte e Cultura Popular Brasileira, com os arte-educadores Beatriz Bessa e Pedro Cavalcante, com duração aproximada de 1h30

Classificação: livre

As visitas musicadas foram criadas para atender a uma demanda do público que quer conhecer mais profundamente a arte popular do Brasil. Os roteiros são adaptados às diferentes faixas etárias, e alguns temas podem ser priorizados durante a visita, de acordo com a solicitação do público. São visitas lúdicas, que mexem com a memória afetiva dos visitantes, em que são utilizados diferentes instrumentos musicais que tocam ritmos tipicamente brasileiros como samba, forró, coco, jongo, maracatu, ciranda e capoeira, entre outros, sempre de acordo com o tema abordado no acervo. Durante a visita, os participantes são estimulados a refletirem sobre a diversidade cultural brasileira, as relações entre o mundo do campo e o das grandes cidades, os processos migratórios, as diferentes profissões, as práticas sociais, as relações familiares, as festividades, a espiritualidade e, ainda, sobre questões próprias ao universo das artes plásticas, os processos criativos dos artistas e os materiais que utilizam para fazer suas esculturas.

 

11h30 e 16h – Baú de Brinquedos

Classificação: livre

Os arte-educadores do Museu do Pontal estimulam a criançada a conhecerem o Baú de Brinquedos Populares. Nesta iniciativa inédita, o público infantil brincará com ioiôs, bilboquês, petecas, piões, fantoches, elásticos e cordas para pular, giz para riscar amarelinha e bambolês. As esculturas vistas nas exposições, especialmente no setor Brincares – Brincadeiras e brincantes, enfocam várias dessas brincadeiras, e esta atividade promove este contato lúdico ao ar livre, na grande Praça-Jardim, na parte frontal do Museu. Em caso de chuva, a atividade acontece na Sala Multiuso.

15h – Contação de histórias – Os sete novelos, com Tatiana Henrique e Herbert Said.
Baseado no reconto de Angela Shelf Medearis. A tradição dos tecidos ganeses nos leva a compreender o Kwanzaa, a celebração de final e reinício de ano.

A entrada para o Museu do Pontal é também gratuita, ou com contribuição voluntária, e pode ser feita na recepção do Museu ou antecipadamente pelo link https://site.bileto.sympla.com.br/museudopontal/

Compartilhar: