Mirantes | Anita Schwartz Galeria de Arte

Lina Cruvinel, Pia sobre cimento queimado, 2021.

Anita Schwartz Galeria de Arte tem o prazer de apresentar a coletiva Mirantes, com curadoria de Fernanda Lopes. A exposição reúne obras de sete artistas que trabalham a partir de pinturas e desenhos em pequenos e grandes formatos: Ana Sario, Bel Petri, Gabriela Machado, Julia Arbex, Lina Cruvinel, Renata De Bonis e Wanda Pimentel.

Mirantes alude a um lugar dedicado ao olhar. O plural indica diferentes pontos de observação de territórios, principalmente do universo particular e privado. O conjunto de obras possui elementos como tempo e personagens, além de cortes de imagem inusitados à pintura e familiares ao cinema, construindo uma espécie de temporalidade. Dessa forma, a expografia propõe diálogos e aproximações entre as obras de diferentes artistas, explorando o papel da curadoria como o de observatório de arquipélagos.

Na exposição, as obras de Lina Cruvinel evocam a presença de ângulos inusitados de ambientes domésticos, como banheiros, através de grandes dimensões. O uso de materiais como o carvão na obra de Julia Arbex transforma a montagem de seus desenhos em constelação e a parede em um mapa. As pinturas de Gabriela Machado convidam para um olhar sensível aos detalhes da natureza, que é representada entre cores quentes e pinceladas expressivas. A montagem articulada de sua obra mobiliza novas relações entre o espaço expositivo e o observador. Ana Sario se dedica à observação de paisagens, pintando sobre o fazer da própria pintura. Suas obras, por vezes, utilizam materiais ou procedimentos que tornam elas mesmas registro e vestígios de sua história. A obra gráfica de Bel Petri alude à comunicação visual e possui personagens e elementos que conversam com o universo de suas lembranças, reaparecendo em diferentes trabalhos, (re)construindo uma memória através da imaginação. Os enquadramentos das pinturas de Renata De Bonis criam cenas de dimensões cinematográficas, nas quais o observador se encontra diante de situações que transitam entre o sonho e o cotidiano. A obra da artista Wanda Pimentel, cuja emblemática trajetória é destacada desde os anos 70, lida com questões importantes para a curadoria, como o olhar para a dimensão espacial, especialmente na série Envolvimento.

A abertura acontece no dia 1º de setembro, no horário de visitação de 14h às 19h. No dia 15 de setembro, às 17h, haverá uma conversa na galeria, aberta ao público, com a curadora e as artistas. Seguindo os protocolos de segurança, a visitação e a participação na conversa terão vagas limitadas, portanto, um agendamento prévio deverá ser feito no endereço: https://calendly.com/galeria_anitaschwartz. A galeria está aberta para visitação de segunda à sexta, das 10h às 18h, e aos sábados, de 12h às 18h.

Compartilhar: