MINÚSCULAS | Centro de Artes Calouste Gulbenkian

MINÚSCULAS, que inaugura em 9 de março no Centro de Artes Calouste Gulbenkian, busca abordar experiências, pensamentos e produções de artistas, autoras e realizadoras brasileiras, propondo uma reflexão sobre a presença das mulheres em sociedade.

As artistas Andrea Hygino, Cristina Miranda, Dora Bellavinha, Erica Magalhães, Janine Magalhães, Kita Telles, Laura Freitas, Luiza Coimbra e Paola Terranova apresentam trabalhos em diversos meios, como pintura, gravura, bordado, fotografia, vídeo, livro de artista e objetos. A ocupação conta também com a apresentação do documentário Mulheres e o mundo do trabalho, da diretora Márcia Shoo. Além disso, apresenta uma seleção de livros e textos de escritoras do país.

Segundo dados divulgados em janeiro de 2020, no relatório da ONG Oxfam[1], publicado tradicionalmente antes da abertura do Fórum Econômico Mundial (WEF) de Davos, as mulheres fazem mais de 75% de todo o trabalho de cuidado não remunerado no mundo. Entre essas atividades incluem-se as tarefas do dia-a-dia, como cozinhar, limpar, lavar, consertar coisas, além do cuidado com crianças, idosos, pessoas com doenças ou outros impedimentos.

A ocupação MINÚSCULAS sugere um recorte poético que estimule o pensamento sobre os dados recentes a respeito do fazer imposto socialmente às mulheres, abordando o paradoxo entre as atividades que viabilizam – podemos nos arriscar a dizer – a civilização humana e a invisibilidade deste mesmo trabalho, frequentemente tomado como algo menor, minúsculo.

A partir das questões da memória, da educação, do corpo, da sexualidade e dos afetos, MINÚSCULAS evoca gestos mínimos que nos possibilitam atravessar e sustentar os dias.

 

Foto: Trabalho de Laura Freitas, clicado por Verônica

 

[1] https://oxfam.org.br/noticias/bilionarios-do-mundo-tem-mais-riqueza-do-que-60-da-populacao-mundial/

Compartilhar: