Mauro Fuke | Instituto Ling

Nuvem, 2018 | FOTO: Gustavo Peres

No ano em que o escultor gaúcho Mauro Fuke celebra seus 60 anos, o Instituto Ling, em Porto Alegre, inaugura a mostra individual O Rio, a Nuvem, o Arquipélago e a Árvore, com obras inéditas do artista. A abertura acontece no dia 5 de outubro, às 19h, com uma conversa entre Mauro e a curadora Neiva Bohns, que poderá ser acompanhada pelo público presencialmente ou online, mediante inscrição prévia e sem custo no site www.institutoling.org.br. A exposição fica em cartaz com entrada franca até o dia 30 de dezembro, com visitação livre de segunda a sábado, das 10h30 às 20h. Há ainda a possibilidade de visitas com mediação nas sextas e sábados, às 16h e 18h, com agendamento gratuito no site do centro cultural.

A exibição reúne quatro obras em madeira do escultor porto-alegrense, todas feitas entre 2017 e 2021. As peças, de acordo com a curadora Neiva Bohns, “foram construídas no ateliê do artista, num processo longo e cuidadoso, seguindo lógicas diversas, em que as ações de conceber, esculpir e montar se apresentam como possibilidades inesgotáveis no processo criativo do artista, sempre mediado pelo raciocínio matemático”.

Além das esculturas de Fuke, a mostra conta com um vídeo-conceito mostrando a rotina do artista em seu estúdio, em Eldorado do Sul, na região metropolitana de Porto Alegre. Intitulada Gesto Invisível, a produção assinada por Caio Amon foi filmada em setembro deste ano, acompanhando um dia de trabalho do escultor e seus processos de concepção e construção das obras.

 

Compartilhar: