Masculinidades em Diálogo | Galpão Bela Maré

Os algozes e os amantes, 2021, Rafael Amorim

Doze artistas, todos moradores de favelas ou áreas periféricas, participaram, nos últimos dois meses de uma residência artística na Escola Livre de Artes, no Complexo do Maré, no Rio. Durante o período, eles tiveram aulas, mentorias e muita troca de experiência. O resultado desta imersão, uma iniciativa do Observatório de Favelas, em parceria com Automatica e GlobalGRACE, poderá ser visto a partir de sábado, quando o grupo inaugura a exposição “Masculinidades em Diálogo” no Galpão Bela Maré.

Por conta da pandemia, quem preferir conhecer as obras sem sair de casa poderá apreciar um tour virtual, que acontecerá às 16h no Instagram do Galpão Bela Maré (www.instagram.com/galpaobelamare).

Quem preferir fazer visitas presenciais, poderá visitar a mostra mediante inscrição prévia em http://cutt.ly/PbbWCcm. O horário de funcionamento será das 12 às 18h. Após a inauguração, a exposição ficará aberta ao público sempre às quintas e sábados, das 12h às 18h. O acesso será de até 30 pessoas por hora.

“Quando referenciamos artistas oriundes das periferias, subúrbios e espaços populares, precisamos ter uma compreensão ampla de quais são as formações dessas pessoas, os repertórios, as práticas, vivências e, a partir de então, tecer uma narrativa que contemple o acesso e reivindique essas presenças de forma legítima”, diz Jean Azuos, curador da mostra.
Compartilhar: