Marcelo Prudente e Pedro Orlando | ATELIER TRANSE

A exposição intitulada AFECTO do casal de artistas Marcelo Prudente e Pedro Orlando traz um diálogo sobre a necessidade de acessibilidade em trabalhos artísticos, visando uma experiência para todos, numa sociedade que precisa contemplar a diversidade dos corpos que a compõem. Essa defasagem dentro dos aparelhos culturais brasileiros inspira a criação artística do casal de performers neste trabalho, refletindo sobre formas de consciência social. A exposição AFECTO é elaborada integralmente por audiodescrições poéticas, um recurso originalmente utilizado para o acesso de pessoas com deficiência visual a diferentes manifestações visuais. O desenvolvimento destas audiodescrições em questão faz parte da composição do trabalho como um todo e a poesia é fundamental ao longo do processo de criação de cada roteiro, além disto, a distribuição da exposição também conterá legendagem para surdos. AFECTO expõe 11 fotosequências de ações
performáticas que se referem a imagens que registram afecções, partindo inicialmente da relação dos dois artistas LGBTQI+ e suas vivências.

O que pode um corpo?

Pode afetar e ser afetado. As afecções são este encontro de um corpo com o outro e como cada um destes corpos absorve essas experiências. A partir deste conceito de Afecção de Spinoza, são criadas relações presentes em nosso cotidiano, como os êxitos, prazeres, dificuldades e desafios que traçam intersecções entre arte e vida, por meio de corpos modificados em constantes experiências. As obras são apresentadas com rostos cobertos, mascarados, funcionando como metáforas sociais, fotografias de ações performáticas, que sugerem a emulação do movimento por meio de tirinhas em série.

Todo o trabalho estará disponível gratuitamente em ambiente virtual e também contará com uma intervenção urbana nos muros laterais da Oficina Cultural Oswald de Andrade, que integra o programa Oficinas Culturais da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo e gerenciado pela Poiesis. Como parte da ocupação na Oficina Cultural os artistas irão mediar dois bate-papos que acontecerão durante o mês de maio: “Afeto nas Artes”, no dia 13/05 com Tania Alice e Estela Lapponi e 27/05 “Acessibilidade nas artes” com Vera Araújo e Karen Montija.

Compartilhar: