Lina Costa | Café Épico

A grandiosidade feminina no ritmo mais popular do Brasil será representada em “Mulheres do Samba”, primeira exposição individual de Lina Costa, no Café Épico. A mostra será composta por dez ilustrações de personalidades como Elza Soares, Dona Ivone Lara, Clara Nunes, Tia Ciata, Jovelina Pérola Negra, entre outras.
A ideia para a exposição teve início a partir de um projeto que a artista realizou na Faculdade de Belas Artes da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, que resultou na exposição coletiva “Olhares Pessoais”. A partir de uma pesquisa sobre a história do samba, a jovem selecionou nomes não apenas pela popularidade, mas, principalmente, pelas contribuições para a ascensão do ritmo musical.
“Mesmo em um cenário majoritariamente de homens, a figura feminina sempre se fez presente, ganhando espaço e reconhecimento mesmo com as adversidades. E como mulher e negra, isso tudo me soa muito próprio”, afirma Lina Costa.
“Dei preferência por escolher algumas cantoras antigas ou que já se foram, já que minha geração não conhece muitas delas. Não foi uma escolha fácil, mas, de alguma forma, foi bem pessoal”, completa a artista.
Para dar vida às ilustrações, a artista utilizou fotografias publicamente conhecidas destas personalidades, fazendo uma releitura em grafite sobre um fundo em aquarela. Embora inicie com um processo manual, o resultado é sempre uma ilustração digital trabalhada no computador.

Compartilhar: