Karen Dolorez | SESC Pinheiros

Utilizando o crochê como ferramenta para expressar sua arte, Karen Dolorez já espalhou suas obras por muitos lugares pelo mundo afora, mostrando uma faceta “um pouco” diferente de como essa técnica manual era vista antigamente.

Karen se comunica através de suas peças, fazendo uma brincadeira entre texto e têxtil com palavras cheias de significância embutidas, trazendo questionamentos em um diálogo com o público.

Desta vez, até 08 de maio de 2021, a artista apresenta a obra “Parindo novos nós” no Sesc Pinheiros, com a frase crochetada estampada. Com muitos significados, a frase escolhida por Karen traz uma mensagem mais direta para o público. “Quis trazer uma frase que tocasse com mais facilidade às pessoas por conta do momento que estamos passando. A meu ver era o mais ideal e democrático para trazer agora”, diz.

A palavra “nós” traz o sentido de coletivo mas também do próprio nó que se faz quando costuramos crochê, num construir e desconstruir: “No crochê quando puxa um fio, ele se desfaz completamente e recomeçamos, através do nó que você constrói o que quiser”, reflete a artista. E, num momento em que estamos sendo obrigados a entender que é isso que temos que fazer, Karen traz um questionamento de como temos vivido em sociedade, fazendo da palavra “nó” com significado de mudança coletiva.

“Parindo” traz sua veia artística mais intrínseca que é a do feminino, e vem de muitas coisas: parir novas ideias, novos mundos, novos coletivos, uma nova consciência. Traz a mensagem de que estamos aqui resistindo, mas que podemos criar soluções e meios para vivermos em um mundo melhor.

O painel gigante tem a frase espelhada, mas de uma maneira “destruída”, a fim de trazer a dualidade de como as coisas podem surgir ao mesmo tempo. “Uma não existe sem a outra, existe uma conexão simbólica dos dois lados, da sombra e da luz, em absolutamente tudo”, completa.

Mostrando que trabalham com outras técnicas além da tinta e do spray, a dupla por trás do Instagrafite – formada por Marina Bortoluzzi e Marcelo Pimentel – foi convidada pela artista para a consultoria e produção na instalação da peça, que tem dimensão de 22m L x 6m A. Uma das maiores mídias de arte urbana do mundo e empresa especializada em projetos de arte contemporânea, o Instagrafite tem manifestado junto a diversos artistas, formatos inéditos da arte que vão muito além do grafite. “O Instagrafite tem como objetivo transcender e inovar o que conhecemos como arte pública. Estamos sempre atentos às novas camadas de interação na rua, seja com novos materiais ou técnicas, curadoria com novos artistas ou o apoio da tecnologia para uma entrega disruptiva. Ficamos super felizes com o convite da Karen e orgulhosos do resultado”.

A instalação “Parindo novos nós” acontece sincronizada à exposição “Transbordar:  Transgressões do Bordado na Arte” que também traz a arte têxtil com o bordado, enfatizando a temática nesta temporada do Sesc Pinheiros.

Compartilhar: