Gravura, Tinta, Carne e Unha | Anexo LONA Galeria

Claudio Caropreso, Monalisa, 2021

Com curadoria de Eduardo Besen, a exposição “Gravura, Tinta, Carne e Unha” reúne gravuras baseadas em múltiplos conceitos no Anexo LONA Galeria, em São Paulo, a partir do dia 16 de outubro. A mostra reúne três artistas da galeria Gravura Brasileira com poéticas e técnicas diferentes e fica aberta ao público de quarta a sábado para visitação presencial (mediante agendamento e seguindo os protocolos de segurança) ou virtual.

Cláudio Caropreso, Francisco Maringelli e Renata Basile trazem para o centro histórico da capital paulista trabalhos que mostram a diversidade de suas obras. Os artistas utilizam técnicas diferentes para expor suas provocações: Cláudio trabalha a destruição e a reconstrução a partir da colagem de imagens e textos; Francisco transita entre o cômico e o crítico com traços expressionistas; e Renata compõe padrões geométricos em chapas de metal, explorando a dimensão e o espaço.

O curador de “Gravura, Tinta, Carne e Unha” e diretor da galeria Gravura Brasileira, Eduardo Besen, conta que os artistas foram selecionados graças à diversidade de suas obras. “Gravuras em metal, xilogravuras e gravuras em relevo são trabalhos diferentes, mas que se conectam de alguma forma. A ideia é provocar a reflexão a partir de imagens múltiplas mas que, ao mesmo tempo, são únicas”, afirma. O fundador da LONA Galeria, Duílio Ferronato, conta que…

“Gravura, Tinta, Carne e Unha” fica aberta ao público até o dia 27 de novembro no Anexo LONA, no centro de São Paulo, sempre das 13h às 18h, e o agendamento pode ser feito pelo WhatsApp. O espaço segue as recomendações das autoridades de saúde com distanciamento social, álcool em gel e uso obrigatório de máscara.

Francisco Maringelli, 2020

Um projeto de parcerias

“Fortalecer nossos parceiros sempre nos norteou como estratégia de crescimento. Como sempre diz nosso amigo e consultor Celso Fioravanti: só me interessa ganhar se o outro ganha também. Essa filosofia tem se mostrado produtiva, nossas parcerias não só nos fortaleceram economicamente como também nos mostra diferentes formas de viver e trabalhar. A competição por vezes é estimulante, faz você correr mais rápido, mas a colaboração é muito mais agradável, cria um ambiente harmônico e mais claro”, afirma Duilio Ferronato, proprietário da LONA Galeria.

A parceria entre a Lona Galeria e a Gravura Brasileira já se faz por alguns anos, tanto pela proximidade entre os galeristas como as afinidades artísticas. Os primeiros passos para a formação da Lona Galeria foram dados dentro da Gravura Brasileira, numa incubação de 2 anos numa sociedade a Lona Galeria pode ser fundada com base e já com um grupo de artistas.

A exposição A razão dos Loucos numa parceria entre Lona de São Paulo, Mamute de Porto Alegre e Soma de Curitiba mostrou possível trabalhar em grupo e com ganhos para todos. “Hoje acreditamos que parcerias, colaborações e incentivos são fundamentais para o desenvolvimento humano, artístico, científico e econômico”, conclui Duilio.

Compartilhar: