Elisa Latgé | Sala José Cândido de Carvalho

“A arquitetura da pintura”, que curadoria de Desirée Monjardim, apresenta obras em tinta acrílica sobre tela que revelam a volumetria dos espaços arquitetônicos.

Em alguns trabalhos, a presença da realidade tridimensional dos prédios é fortemente marcada, em outros, ela é menos óbvia. Neste caso, a geometria é mais clara. No processo retratado, a abstração ocorre, dissolve-se a figuração e praticamente não se reconhece o prédio. O trabalho é quase gráfico, chapado, plano, sem a presença da profundidade.

A artista é movida por extrair da imagem arquitetônica uma narrativa poética, proporcionando um comentário sensível entre paisagem urbana, arquitetura e o cotidiano das pessoas.

 

 

Compartilhar: