Documentário “A Alma Imoral” , de Silvio Tendler, e conversa aberta com Nilton Bonder | Anita Schwartz Galeria de Arte

Anita Schwartz Galeria de Arte apresenta no próximo dia 11 de março, a partir das 19h, com entrada gratuita, o documentário “A Alma Imoral” (1h58’), de Silvio Tendler, em seguida terá uma conversa aberta com Nilton Bonder, autor do livro homônimo – Indicação etária: maiores de 14 anos. No segundo andar o público poderá ver até o próximo dia 14 de março a exposição-cápsula “Milanesa”, do artista Felipe Barsuglia, artista conhecido por transitar por várias mídias, com texto crítico de Germano Dushá. A programação faz parte do Projeto Verão #1.

  • 11 de março, das 19h às 21h – Exibição do documentário “A Alma Imoral” (1h58’), de Silvio Tendler, seguida de conversa aberta com Nilton Bonder, autor do livro homônimo – Indicação etária: maiores de 14 anos

Silvio Tendler aborda questões sobre a possibilidade de se impulsionar a própria vida; as diferenças entre a concepção científica e a concepção bíblica na interpretação da vida; o que é alma e corpo? O filme propõe uma conexão entre as, não importando suas crenças. Apoio: LZ Studio (móveis)

Para Nilton Bonder, a “transgressão é o elemento capaz de renovar a vida, de impulsioná-la a um novo horizonte de possibilidades”. “Essa transgressão está localizada na alma”. “Alma Imoral” é um projeto instigador, poético e filosófico, com a direção de Silvio Tendler, trazendo o best-seller do Rabino Nilton Bonder para as telas. Bonder, personagem condutor, partirá numa jornada na busca da Alma Imoral pelo Brasil, EUA e Israel, entrevistando destacados transgressores do pensamento e da atualidade em sua própria “tribo”. Tratando o particular como modelo para o universal, como o fez no sucesso da obra teatral, Bonder parte de seu próprio mundo e tribo para abordar adultério, ateísmo, homossexualidade, traição, rompimento e inovação na diversidade da política, religião, arte e ciência. As entrevistas são entremeadas por coreografias da Cia de Danças Debora Colker. Passagens e mitos bíblicos revelam a arte de transitar no território da interdição e da transgressão e trazem uma nova reflexão sobre o que é lícito e apropriado, sobre o tabu e sua quebra. Um filme sobre a importância da transgressão para impulsionar a vida. Entre os entrevistadosestão: FransKrajcberg, Michael Lerner, Rebbeca Goldstein, EtgarKeret, Uri Avneri, RebZalmanSchachter, Rabino Steven Greenberg, Noam Chomsky, e irmãos Rosenberg.

Compartilhar: