Cosmocinema – Villa Aymoré

A Galeria Aymoré apresenta uma série de projeções de filmes como parte da exposição “Cosmocinema”, que celebra os 50 anos do encontro entre Hélio Oiticica e Neville D’almeida. Além das obras imersivas criadas em conjunto pelo artista plástico e pelo cineasta, o programa prevê a exibição de filmes relacionados a obra deles.

A estreia, no dia 19 de novembro, é com “Jardim de Guerra”, de 1968, dirigido por Neville, que mostra a história de um jovem sem perspectivas que se apaixona por uma cineasta e é injustamente acusado de terrorismo por uma organização de direita que o prende e o tortura. Em 1969, o filme inaugurou a Quinzena dos Realizadores do Festival de Cannes.

No dia 26 de novembro, será exibido “Maksuara – Crepúsculo dos Deuses”, de Neville e Tamur Aimara, de 2007, ficção com ares documentais que conta a trágica história que os índios brasileiros vêm presenciando nos últimos 500 anos, com toda a miséria e abandono, através do personagem título.

No dia 3 de dezembro, o filme é “Neville D’Almeida – Cronista da Beleza e do Caos”, de 2018, dirigido por Mario Abade,  que por meio de entrevistas, imagens raras de arquivo e um vasto material iconográfico, mostra a vida e o trabalho do cineasta Neville D’Almeida, desde o Cinema Marginal até o presente.

No dia 10 de dezembro, será exibido “Hoje é dia de Rock”, de 1999, também com direção de Neville.

E fechando a programação, no dia 17 de dezembro, o filme “Hélio Oiticica”, dirigido por Cesar Oiticica Filho, sobrinho de Hélio e curador da exposição junto com Gabriela Davies.

As sessões serão ao ar livre, com máximo de 50 pessoas e opções de drinks e comidinhas do CoLAB, novo restaurante/ bar na Villa Aymoré.

Sessões Cosmocinema:

Quintas-feiras, às 19h

De 19/11 a 17/12

 

Compartilhar: