Corpos que percorrem um espaço dividido | Funarte

A exposição “Corpos que percorrem um espaço dividido” reúne trabalhos, processos, performances, happenings, inventários, arqueologias, instalações de dez artistas, no Complexo Cultural Funarte. Eles encorajam a pensar, muitas vezes, na contramão de uma visão heteronormativa, branca, cisgênero. São representações de corpos que se configuram política e publicamente – ou simplesmente uma constatação de que o corpo pode existir e se relacionar como e onde quiser.
A exposição é resultado da Segunda Temporada de Residência Artística e Ateliês Educativos 2017, para artistas, produtores e curadores, propostos pelo Coletivo Amuela, em parceria com o Ministério da Cultura. Com curadoria de André Fernandes e João Gomes, a exposição está distribuída em três espaços: nas galerias Flávio de Carvalho e Mario Schenberg e no ateliê onde ocorreu a residência no Complexo Cultural Funarte.

Compartilhar: