Cibelle Cavalli Bastos | Mendes Wood

A mostra “Mil Maneiras de Matar Um Monstro”, exposição individual da artista Cibelle Cavalli Bastos abre na Mendes Wood.
Em sua nova série, a artista trabalha com vídeo-instalações, esculturas em látex, cerâmicas, pinturas e outras mídias, trazendo ao centro de discussão questões a respeito das construções de indentidade, seja de gênero, cultural, social ou politica. O “monstro”, apontado pela artista, é todo e qualquer ato de normatividade que divide o ser do humano, que separa o corpo da essência.
A interdiciplinariedade é o pilar intrinseco nas pesquisas de Cibelle Cavalli Bastos. Suas narrativas quebram qualquer possivel dicotomia entre imagem e som, unem massa e espaço, narra a questão do corpo e o conceito de multimídia. A estética formal entre estilos e períodos da arte não se encaixam na pesquisa e execução de seu trabalho, que envolve performance, video, som, instalações e pintura. Sua construção iconográfica é baseada em processo não limitrofe, entre o inicio e o fim, entre o conceito e a concepção.
Cibelle Cavalli Bastos (São Paulo, 1978) radicadx em Londres, possui quatro álbums lançados desde 2003, sendo Las Venus Resort Palace Hotel (2009), interpretado por Sonja Khalecallon, expandido em performances tanto no Museu Reina Sofia em Madrid quanto na Miami Art Basel em 2014. AVAF (assume vivid astro focus) 28a Bienal de São Paulo (2008); Marathon na Serpentine Gallery, Londres (2009); “Esquemas para um Oda Tropical” (2012); 31a Bienal de São Paulo, (2014); Música.Performance’ , CCBB, São Paulo (2015); Com o tema ‘ Contamin.AÇÃO’ , ganhou o prêmio La Muta – Altre il Silencio em Urbino, Italia

Compartilhar: