“Cartas a Spinoza”, de Nise da Silveira | Pinakotheke Cultural

A Pinakotheke Cultural e a Sociedade de Amigos do Museu de Imagens do Inconsciente vão lançar no dia 25 de setembro de 2021, na Pinakotheke Cultural, em Botafogo, Rio de Janeiro, a terceira edição revista do livro “Cartas a Spinoza”, de Nise da Silveira (Sociedade Amigos do Museu de Imagens do Inconsciente e Hólos Consultoria e Assessoria). A edição é comemorativa do aniversário da Sociedade Amigos do Museu de Imagens do Inconsciente, criada em 1974, e presidida por Marcos Lucchesi, presidente da Academia Brasileira de Letras.

Lançado originalmente em 1990 (Numem), com uma segunda edição em 1995 (Francisco Alves), “Cartas a Spinoza” chega agora ao público em uma edição revista, com uma tiragem de 2 mil exemplares, graças ao apoio de Max Perlingeiro, do Conselho Deliberativo da Sociedade de Amigos do Museu, e diretor da Pinakotheke. “A Pinakotheke se sente honrada em patrocinar este livro e promover o seu lançamento”, salienta ele.

“Esta edição foi cercada de extremos cuidados e o cotejamento com os manuscritos originais e posteriores revisões da própria Dra. Nise, liderada pelo seu principal discípulo e biógrafo, Luiz Carlos Mello, diretor do Museu de Imagens do Inconsciente”, destaca Eurípedes Júnior, vice-presidente da Sociedade Amigos do Museu de Imagens do Inconsciente, e que trabalhou com a grande psiquiatra. Ele recentemente escreveu o livro “Do asilo ao Museu – Nise da Silveira e as coleções da loucura”, sua tese de doutorado, que será lançado em breve

Com 100 páginas, apresentação de Luiz Carlos Mello e texto de Marcos Lucchesi, “Cartas a Spinoza” é a “única publicação da Dra. Nise da Silveira onde podemos desvelar um pouco do mundo interno da mestra”, observa Eurípedes Júnior. “Suas angústias, em uma leitura de fluxo suave porém profundo”.

Nise da Silveira (1905-1999) começou ainda bem jovem a estudar o filósofo holandês Baruch Espinosa (depois Benedictus Spinoza, 1632-1677), de origem judaica sefaradi portuguesa, e foi incentivada a escrever o livro por seu amigo Marcos Lucchesi, a quem a publicação é dedicada.

O livro custa R$ 40, e pode ser encontrado na sede da Pinakotheke ou no espaço da instituição na Casa Roberto Marinho, no Cosme Velho, Rio de Janeiro.

Compartilhar: