Cajú e Galo de Souza | Christal Galeria

A partir de produções iconográficas conhecidas e presentes em diversos espaços públicos na cidade do Recife, os artistas grafiteiros Cajú e Galo de Souza usam as paredes da Christal Galeria para narrar conceitos como o encontro com a força, a expressividade da resiliência e o resgate da fé. A ocupação “Fitando com Cajú e Galo de Souza” fica em cartaz entre os dias 18 de junho e 25 de setembro e a entrada é gratuita.

Parceiros há mais de 20 anos na caminhada com o grafite, Cajú e Galo de Souza vão dividir os espaços internos da galeria, tendo paredes exclusivas para cada um deles e outras de convergência e diálogo entre eles, desde a entrada principal aos banheiros da galeria, trazendo aos visitantes uma experiência acolhedora e impactante, dentro das margens que o grafite nos mostra como expressão artística.

O título FITANDO, que é o gerúndio do verbo FITAR, traz a conotação de movimento e progressão, que são ações inerentes ao grafite como movimento artístico que faz parte da cultura hip hop. O trocadilho GRA-FITANDO também foi uma possibilidade de leitura poética para se integrar ao tempo proposto para os artistas.

Por outro lado, FITANDO corresponde à troca mútua e profícua que acontece entre os artistas no longo percurso que tiveram atuações juntos, ao mesmo tempo que nos remete ao direcionamento de um olhar firme e constante, da troca, olhar este que precisamos ter em relação ao futuro incerto que vivenciamos enquanto sociedade em tempos pandêmicos.

Nesse sentido, a curadoria idealizada por Christiana Asfora Cavalcanti e Stella Mendes propôs aos artistas trabalharem as iconografias que produziram ao longo de suas trajetórias, juntamente com trabalhos novos e inéditos, guiados pelo tripé FORÇA – RESILIÊNCIA – FÉ como princípios norteadores de uma narrativa espontânea.

A exposição terá a ocupação de todos os 130 metros quadrados de área construída da galeria, além de paredes externas que conduzem ao Christal Café. Ademais, obras inéditas em diversos suportes como telas, desenhos e esculturas estarão presentes e se intercalando com as pinturas nas paredes. A mostra pretende levar ao público outras possibilidades de convivência e apreciação do grafite, permitindo a compreensão do laboro artístico de Cajú e Galo de Souza. Para isso, haverá uma projeção em loop do processo criativo que foi registrado em fotos e vídeos, tanto nos ateliês quanto durante a ocupação na galeria.

Compartilhar: