Brisa Flow | CCBB Educativo

Em CANTO PARA TECER MEMÓRIA, a artista marrona Brisa Flow traz a música indígena contemporânea e cantará as  relações e narrativas antigas de pueblos indígenas de Abya Yala.  Na performance Brisa Flow canta sobre o tempo circular, el bailar del Kultrun, instrumento ancestral mapuche que representa as estações e o tempo do dia atravessando a noite e da noite atravessando o dia. A escrita, não através do papel, mas através do corpo como território e instrumento da linguagem e do movimento.

Criada no Brasil, a artista marrona araucana Brisa Flow constrói sons a partir da vivência de seu corpo no mundo, criando caminhos que desprendem das amarras da colonialidade. Sua música é um encontro com as energias da Terra. Desenvolve estéticas artísticas pela prática e pesquisa do canto que tece memórias, através do rap, instalação sonora. Também é arte educadora licenciada em Música. A classificação indicativa é Livre – recomendado para pessoas acima de 6 anos. Local: redes do CCBB e site do CCBB Educativo

O Múltiplo Ancestral são trocas ligadas a diferentes saberes e práticas culturais, articulando a memória e o patrimônio. Alia a tradição oral, o afeto e olhares sobre o patrimônio material e imaterial, fortalecendo a relação do sujeito com a diversidade. Mensalmente, um novo episódio disponível em vídeo sobre saberes ancestrais, contação de histórias, brincadeiras, cantigas e outras manifestações da cultura brasileira. Classificação indicativa Livre – recomendado para pessoas acima de 6 anos Local: redes do CCBB e site do CCBB Educativo

Compartilhar: