Bate papo Gabriela Noujaim, Potira Guajajara-Krikati e Mariane Vieira | Simone Cadinelli Arte Contemporânea

A galeria Simone Cadinelli Arte Contemporânea abre suas portas em Ipanema, no próximo sábado (26), às 14h, para uma conversa em torno da exposição “Maraca”, com a artista visual Gabriela Noujaim. O evento gratuito contará com as participações de Potira Guajajara-Krikati, liderança indígena feminina da aldeia Maracanã, e Mariane Vieira, Museóloga e Mestre em Memória Social pela UNIRIO.

Em “Maraca”, Gabriela Noujaim apresenta quatro trabalhos inéditos que comentam a interligação entre os desequilíbrios ecológicos e a exploração humana dos recursos naturais comuns. O título da exposição coloca em evidência a cultura ritual das diversas etnias indígenas que vivem sob a ameaça do enfraquecimento das leis e políticas públicas que defendem seus direitos. O maracá é o chocalho utilizado em cerimônias de cura e limpeza pelas mãos dos pajés, e nas danças. Ao final do evento, indígenas da Aldeia Maracanã farão uma apresentação de roda de maracá.

Potira Guajajara-Krikati, uma das consultoras de Gabriela no desenvolvimento das obras da exposição, é uma voz das aldeias em tecidos urbanos, especialmente no contexto da cidade do Rio. Mariane Vieira, estudiosa do Antropoceno, analisa em sua tese a reorganização pós-desastre do Museu Nacional, em diálogo com a literatura da antropologia do desastre. A partir dessas experiências, a conversa se dará pela experiência das duas em comentar culturas indígenas x cultura visual em contextos de exposição de arte.

Compartilhar: