Ave Evas | Galeria Patricia Costa

Ave, palavra de origem latina usada como saudação, é carregada de entusiasmo e exaltação; Eva significa “a vivente, a que tem vida”.

Galeria Patricia Costa inaugura a coletiva “Ave Evas”, com pinturas, fotografias e objetos pictóricos das artistas Ana Durães, Ana Luiza Rego, Monica Barki e Nelly Gutmacher. Concebido por Sonia Salcedo del Castillo, o título da exposição sugere o seu leitmotiv curatorial: uma exaltação ao universo feminino em sua multiplicidade, a partir de quatro projetos poéticos distintos, porém motivados por semelhante afetividade e certa virilidade.

“No conjunto exposto, há uma pulsão léxica, de convivialidade, que é ulterior à retórica feminina. Trata-se de uma dinâmica, possivelmente, legada de experimentações empreendidas entre as décadas de 60-80, da performance ao conceitual, passando pela ideia de objetualidade que nos conduz à percepção de certa carnalidade corpórea, quiçá emprestada da pintura. Sensualidade de corpos, curvas e formas sinuosas, de frestas ambíguas e imagens oníricas… de fragmentos míticos, ancestrais, eróticos, naturais…”, explica Salcedo.

“Expressa na volúpia da arqueologia escultórica dos objetos de Nelly, na luminosidade pictórica dos planos arbóreos de Durães, na dramaturgia fotográfica de imagens viris ensaiadas por Barki, na mítica pictural de vazios e cores (ou sarcasmos românticos de João e Salomés) construída por Rego, enfim… a carne se faz verbo”, ressalta a curadora.

Compartilhar: