As Tradições nos Presépios do Museu de Arte Sacra de São Paulo | MAS/SP

O Museu de Arte Sacra de São Paulo – MAS.SP, instituição da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo, anuncia a exposição “As Tradições nos Presépios do Museu de Arte Sacra de São Paulo“, uma cuidadosa exploração da rica coleção que integra o destacado acervo da instituição, reconhecido como uma das mais expressivas compilações do gênero no país. A mostra não se limita apenas a conjuntos escultóricos, mas inclui cenas pictóricas, ampliando a representação do nascimento de Jesus por meio de 50 diferentes cenas da natividade, possibilitando uma experiência imersiva nas raízes culturais e artísticas que permeiam essa tradição secular. Aberta ao público a partir de 02 de dezembro, a mostra convida o público a explorar as diferentes facetas dessa expressão artística única, revelando as diversas formas como o nascimento de Jesus foi interpretado ao longo do tempo e em diferentes culturas.

As Tradições nos Presépios do Museu de Arte Sacra de São Paulo” propõe uma abordagem museológica que busca ampliar a compreensão da temática, destacando não apenas as peças em si, mas também a construção e representação do nascimento de Cristo ao longo dos séculos. Originada na Europa medieval, a tradição de montar presépios emerge como uma expressão singular da religiosidade popular, fundindo saberes artísticos e fazeres artesanais. Os presépios não são apenas objetos de contemplação individual, mas sim manifestações artísticas destinadas à apreciação coletiva, transmitindo de forma viva e contínua a memória cultural de geração em geração.

Ramon Vieira, coordenador da mostra, enfatiza a importância da tradição presepista, afirmando: “Os presépios são testemunhas vivas da memória cultural, transmitindo conhecimentos, competências e habilidades ao longo dos séculos, de pais para filhos, de avós para netos.”

A seleção meticulosa dos conjuntos em exibição e o recorte específico do acervo foram guiados pelo compromisso de apresentar as tradições presepistas que moldaram essas obras. A diversidade de representações, influenciada pela origem e localidade, é um aspecto fundamental da exposição, destacando a riqueza e a vitalidade dessa tradição ao longo do tempo.

As Tradições nos Presépios do Museu de Arte Sacra de São Paulo” vai além da cena da Natividade, incorporando elementos folclóricos, pequenas caixas, lapinhas, miniaturas e figuras que enriquecem a narrativa do nascimento de Jesus. Destacam-se presépios de origem oriental, como Japão além do Zimbábue e da Nigéria, que carregam consigo elementos marcantes de suas civilizações. Adicionalmente, avultam as tradições portuguesas e italianas, que exerceram influência na forma como os presépios são montados no Brasil e na América Latina.

O conceito curatorial percorre desde o modelo moderno difundido por São Francisco de Assis, na cidade de Greccio, até as singularidades regionalistas internacionais (italianas, portuguesas e espanholas) e nacionais (baianas, mineiras, paulistas, cariocas, cearenses), caracterizando e distinguindo os presépios existentes no acervo do MAS.SP.

Compartilhar: