Anna Bella Geiger, Passages | Martha Pagy Escritorio de Arte

Passagens 1, 1974 Vídeo pb 9' VT J T Azulay Coleção MOMA

Dando seguimento à programação de levar a arte até vocês, Martha Pagy Escritorio de Arte apresentamos “Passagens 1, 1974” de Anna Bella Geiger.
Apesar da importância e constância da gravura em sua obra, percebe-se a necessidade de Geiger de encontrar novos meios de expressão. Nesse sentido, sua produção da década de 1970 é marcada por um caráter eminentemente experimental: fotogravura, fotografia clichê, fotomontagem, serigrafia, xerox, cartão-postal, vídeo, Super-8, são algumas das mídias utilizadas pela artista. Estimulada pelas questões levantadas pela arte conceitual e o momento político vivido, ela apresenta em seus trabalhos sobretudo questões relativas à identidade e cultura nacional, ao local do artista na sociedade, à constituição do meio de arte no Brasil e sua posição no mundo (Enciclopédia Itaú Cultural).
Em “Passagens 1”, a escada se estende, onde acaba por não levar a nenhum lugar e sim se transforma em outras escadas infinitas vezes. Anna Bella está olhando para frente, mas por ser contínuo o movimento dá a impressão de estar hipnotizada pelo vazio. (Prof. Aline Couri / HA EBA UFRJ)
Sobre esse trabalho Anna Bella afirma que: “Em ‘Passagens’ é como se eu produzisse uma escritura com meu próprio corpo, é como se caminhasse nas páginas de um caderno de anotações”.

Compartilhar: