3° ciclo seminário “Emergência e Resistência – Pedagogias Radicais” | EAV Parque Lage

A Escola de Artes Visuais do Parque Lage, em parceria com o Instituto Rubens Gerchman, apresenta o Seminário “Emergência e Resistência – Pedagogias Radicais”, série de encontros online abertos e gratuitos sobre pedagogias experimentais no ensino das artes, contemplando não só o contexto regional carioca, como o brasileiro e o latino-americano. O seminário antecipa o lançamento de nova publicação sobre o projeto pedagógico-artísticode Rubens Gerchman (1942-2008), fundador e gestor da EAV Parque Lage nos anos 70.

O seminário teve início no dia 16 de setembro, com troca de experiências e investigações sobre as pedagogias no contexto da América Latina, e prosseguiu no dia 28 de outubro focando nas experiências regionais dentro do Brasil e Rio de Janeiro. O terceiro ciclo, a se realizar no dia 4 de novembro, continua com a investigação proposta no último encontro: debater e conhecer práticas pedagógicas regionais no campo das artes. Com participações de Heloisa Buarque de Hollanda (BRA), Fernanda Lopes (BRA), Robnei Bonifácio (BRA) e Cristiana Tejo (BRA), provocações de Renata Codagan (BRA), Moacir dos Anjos (BRA), Thelma Vilas Boas (BRA) e Pollyana Quintella (BRA), e com mediação de Ulisses Carrilho, curador da EAV Parque Lage. O próximo e último ciclo de debates virtuais terá como temática Escola, Projeto de Artista (25 NOV). O encerramento do Seminário conta com o lançamento do livro [situado] (12 DEZ). O horário dos encontros é sempre de 15h às 17h.

O terceiro ciclo de nosso seminário, Experiências Regionais, recebe participantes que darão continuidade às problemáticas abordadas no segundo encontro. Voltamos nosso olhar para o Sul periférico, considerando não apenas práticas brasileiras como as que ocorrem em nossa cidade, o Rio de Janeiro. O debate será permeado por práticas em espaços independentes e institucionalizados que se valem de radicalidades para pôr em prática o ensino e o fazer artístico.

Concepção e organização do seminário: EAV Parque Lage em parceria com Instituto Rubens Gerchman com Isabella Rosado Nunes. O livro é uma realização do Instituto Rubens Gerchman (IRG), da ArtEdu Stiftung, e da Azougue Editorial, com organização de Clara Gerchman, Isabella Rosado Nunes e Sergio Cohn.

A escritora e professora Heloisa Buarque de Hollanda irá compartilhar suas experiências com a Universidade das Quebradas (UQ), projeto de extensão do Programa Avançado de Cultura Contemporânea. A UQ é dedicada ao estudo e à pesquisa das relações entre cultura, desenvolvimento, imaginários urbanos e novas tecnologias, promovendo a integração entre os saberes da periferia e do mundo acadêmico.

A curadora Fernanda Lopes apresentará sua pesquisa a respeito do MAM-Rio nas décadas 60 e 70, os vários programas experimentais e o Bloco de Escola. Em 2012 Fernanda publicou sua tese de doutorado sobre a “Área Experimental”, programa de exposições dos jovens artistas brasileiros que o MAM-Rio desenvolveu entre 1975-1978,
período que coincidiu com os primeiros anos da EAV Parque Lage.

O artista e educador Robnei Bonifácio compartilhará o projeto “Aula de Boa”, projeto arte educativo voltado para crianças e jovens do bairro de Boa Esperança (RJ) e adjacências, que surgiu quando Robnei começou a ocupar as ruas da região para pintar e conversar com os moradores. Todos os sábados ele leva materiais artísticos para a rua, para ensinar técnicas de desenho e pintura para as crianças e jovens da região.

A curadora Cristiana Tejo irá compartilhar sua pesquisa sobre práticas pedagógicas radicais de artistas mulheres nas décadas de 1960 e 1970 no Brasil e América Latina. A investigação analisa projetos liderados por mulheres artistas, inclusive figuras recorrentes na história da EAV Parque Lage, como Celeida Tostes (1929-1995), Lygia Pape (1927-
2004) e Maria do Carmo Secco (1933-2013), e visa contribuir para uma maior visibilidade do engajamento das mulheres no campo da educação artística contemporânea.

Compartilhar: