DASARTES 100 (Edição Especial 12 anos)

MARCELA CANTUÁRIA
ANISH KAPOOR
LEE KRASNER
LUIZ ZERBINI
ARTE E CINEMA
AGNES PELTON
ELIZABETH LEE MILLER
JACOB LAWRENCE

CAPA/GARIMPO
As pinturas provocantes da carioca MARCELA CANTUÁRIA vêm chamando atenção por seus temas espinhosos e cores vibrantes. Colocando suas convicções políticas em primeiro plano, a inquieta artista mostra porque é considerada uma das grandes promessas do mundo da arte. Por Leandro Fazolla.

DESTAQUE
ANISH KAPOOR é um dos escultores mais influentes da atualidade, conhecido por criar esculturas públicas ambiciosas, aventureiras na forma e na engenharia em escalas e materiais muito diferentes. Exposição no Houghton Hall apresenta 24 esculturas, bem como obras representativas da carreira pioneira de Anish, criada nos últimos 40 anos. Por Leonardo Ivo.

PARALELO
Fundação Hermitage, Suíça, explora a modernidade artística, focalizando os vínculos entre as artes plásticas e uma das grandes revoluções visuais do século 20: o cinema. A exposição ARTE E CINEMA ilustra as trocas e influências recíprocas entre cineastas e artistas visuais, da primeiros filmes do final do século 19 até a New Wave.

ALTO RELEVO
Ao longo de sua carreira, de mais de três décadas, LUIZ ZERBINI desenvolveu um vocabulário visual complexo na interseção de figuração e abstração. Justapondo formas orgânicas e geométricas, as pinturas de Zerbini exploram a relação entre cor, luz e movimento. Inspirada nas florestas tropicais da Amazônia e da Mata Atlântica, sua nova exposição reflete o constante interesse do artista pela relação entre natureza e humanidade. Por Lilian França.

DO MUNDO
Museu Guggenheim Bilbao apresenta retrospectiva dedicada à artista nova-iorquina LEE KRASNER, uma pioneira do expressionismo abstrato. O público verá a constante reinvenção e exploração que caracteriza a obra da artista ao longo de sua carreira de cinquenta anos: dos primeiros autorretratos e desenhos do natural às obras exuberantes e monumentais dos anos 1960.

FLASHBACK
AGNES PELTON foi uma simbolista visionária, que descrevia a realidade espiritual que ela vivia em momentos de quietude meditativa. A mostra Desert Transcendentalist, no Whitney Museum de Nova York, oferece uma importante oportunidade para experimentar o trabalho desta artista, pouco antes conhecida, e contemplar seus esforços para abrir “janelas de iluminação” ao mundo espiritual.

REFLEXO
Met Museum apresenta uma série pouco vista de pinturas do icônico modernista americano JACOB LAWRENCE. A série abrange temas da colonização europeia à primeira guerra mundial. A intenção era retratar, nas palavras do artista, “as lutas de um povo para criar uma nação e sua tentativa de construir uma democracia”.

ALTO RELEVO
ELIZABETH LEE MILLER foi uma fotógrafa notável e uma mulher forte e moderna. Como musa, ela influenciou o surrealista Man Ray – e o deixou em favor de sua própria carreira. Miller não se preocupou com convenções, seja privada ou profissionalmente, e seguiu seu próprio caminho como artista, fotógrafa e repórter de guerra. Suas fotos de campos de concentração, que documentam o horror e a loucura da guerra com uma visão surrealista, são inesquecíveis. Por Drika de Oliveira.

ALTO FALANTE
A obra de arte na era de sua reprodutibilidade turística. Ainda. Por Alexandre Sá.

Compartilhar:

DASARTES 12 anos