TRANSBORDA Brasília – Prêmio de Arte Contemporânea

Já estão abertas as inscrições para o TRANSBORDA Brasília – Prêmio de Arte Contemporânea, que tem como objetivo fomentar e acompanhar a produção de artes visuais de Brasí

Já estão abertas as inscrições para o TRANSBORDA Brasília – Prêmio de Arte Contemporânea, que tem como objetivo fomentar e acompanhar a produção de artes visuais de Brasília e do Entorno. O edital de inscrição está disponível no site www.transbordabrasilia.com.br e dele podem participar todos os artistas residentes ou que produzem no Distrito Federal e nas regiões do Entorno. Até 18 de maio de 2015, os interessados podem apresentar seus trabalhos em vários tipos de mídias e suportes. Cada artista poderá concorrer com até cinco obras, não havendo a obrigatoriedade de ineditismo destas. Os trabalhos selecionados para concorrer ao prêmio participarão de uma mostra coletiva, na Caixa Cultural – Brasília, e participarão do catálogo do evento. A exposição ficará aberta ao público de 15 de julho a 20 de setembro de 2015. A entrada é gratuita.
A seleção dos trabalhos acontece entre os dias 23 e 24 de maio e a divulgação dos 29 selecionados será no dia 29 de maio e estará à disposição dos participantes e do público no site do TRANSBORDA Brasília. As obras serão selecionadas por uma banca de jurados da qual participam Agnaldo Farias – curador da 29ª Bienal de São Paulo e do Pavilhão Brasileiro na 54ª Bienal de Veneza -, Cristiana Tejo – Curadora do 32º Panorama da Arte Brasileira do MAM de São Paulo e do Prêmio Marcantonio Vilaça -, Fernando Cocchiarale, – ex-diretor do Museu de Arte Moderna (MAM) do Rio de Janeiro, é crítico de arte, curador e professor da Escola de Artes Visuais do Parque Lage -, Marília Panitz – mestre em Arte Contemporânea: Teoria e História da Ate, é curadora independente – e Ralph Gehre – Artista e curador, jurado do prêmio FUNARTE.
No dia 13 de julho, serão anunciados os vencedores, com premiações para os três primeiros colocados. TRANSBORDA Brasília – Prêmio de Arte Contemporânea de Brasília é uma realização das produtoras Bruna Neiva e Virgínia Manfrinato e tem patrocínio do Fundo de Apoio à Cultura (FAC) da Secretaria de Cultura do Governo do Distrito Federal (GDF) e apoio da Caixa Cultural e do jornal Correio Braziliense. Segundo as realizadoras do TRANSBORDA Brasília, o prêmio se diferencia dos demais existentes no Brasil ao combinar prêmio de aquisição de obra, bolsas de estudo e programa de acompanhamento crítico de produção.
O primeiro colocado do TRANSBORDA Brasília receberá o Prêmio de Aquisição de Obra para a Secretaria de Cultura do GDF no valor de R$ 10 mil, uma bolsa de estudos para o curso Procedência e Propriedade, ministrado por Charles Watson, na cidade do Rio de Janeiro, participação do programa de acompanhamento crítico de trabalho e de produção com a curadora Cristiana Tejo, pelo período de seis meses, em Brasília. Valor total: R$ 18.200.
O Segundo colocado terá sua obra adquirida para a Secretaria de Cultura do GDF no valor de R$ 6 mil, e ganhará uma bolsa de estudos para o curso Dynamic Encounters Brasil, ministrado por Charles Watson, e participará do programa de acompanhamento crítico de trabalho e de produção com a curadora Cristiana Tejo, pelo período de seis meses, em Brasília. Valor total: R$ 13.200.
O terceiro colocado terá sua obra adquirida para o acervo da Secretaria de Cultura do GDF, no valor de R$ 6 mil, e participará do programa de acompanhamento crítico de trabalho e de produção com a curadora Cristiana Tejo, com duração de seis meses, na cidade de Brasília. Valor total: R$ 10 mil. As obras vencedoras participarão ainda de uma mostra itinerante, que circulará por Regiões Administrativas do Distrito Federal.
Para as realizadoras do prêmio, o TRANSBORDA Brasília permitirá o mapeamento espontâneo dos artistas visuais que atuam no DF e Entorno. Nos últimos cinco anos, artistas brasilienses marcaram presença nos maiores prêmios e salões do país, assim como em mostras e residências artísticas na União Europeia, América do Norte e América do Sul, demonstrando grande pertinência estética e um alinhamento com questões contemporâneas. O prêmio surge em um momento no qual é preciso fomentar, dar visibilidade e acompanhar a produção artística local. A premiação propicia condições para o artista visual do DF conectar-se e dialogar em pé de igualdade com a produção contemporânea no eixo principal de atividades artísticas brasileiras, além de receber o devido prestígio em sua própria cidade.

Compartilhar: