Serigrafia de Andy Warhol é encontrada depois de 45 anos

alice-coopers-warhol-electric-chair-2-1

Segundo o jornal The Guardian, uma pintura de cadeira elétrica não assinada de Andy Warhol, de propriedade de Alice Cooper, está há muito tempo esquecida entre os pertences pessoais da estrela do rock.

A história parece mais uma tentativa de alguém que afirma autenticar o trabalho de Warhol para ganhar publicidade. O resultado interessante da história é que Alice Cooper mudou de opinião sobre a venda do trabalho não assinado. Isso sugere que a autenticação não tenha tido muito sucesso.

Esta é a história de como Alice Cooper acabou possuindo um Warhol:

Por volta de 1972, Alice se mudou para Nova York com sua namorada Cindy Lang e Warhol foi ver um concerto em que Cooper fingiu eletrocução em uma cadeira idêntica à da impressão de Warhol.

Cindy, modelo e estrela da capa da revista Interview, que morreu em janeiro aos 67 anos, teve a idéia de se aproximar do estúdio do artista e comprar uma das telas de 1964.

Cindy comprou a pintura por US$ 2.500. Naquele momento, Alice fazia dois álbuns por ano e estava viajando o resto do tempo. Ocupados com trabalho no mundo do rock, a aquisição possivelmente foi esquecida. O cantor acabou entrando em um asilo insano por beber e depois mudou de Nova York para Los Angeles.

A pintura foi então enrolada e armazenada por 45 anos.

“Nós achamos isso enrolado em um tubo”, disse Alice Cooper quando descobriu uma pintura clássica de  Warhol depois de 40 anos.

Compartilhar: