Série sobre artes visuais estreia na TV Brasil

© Divulgação

© Divulgação

No dia 10 de outubro, à meia-noite, estreia na TV Brasil a série de documentários Brasil Visual. São oito episódios inéditos sobre artes visuais, idealizados e dirigidos pela pernambucana Rosa Melo, da Rosa Melo Produções, com incentivo do Governo do Estado de Pernambuco através do 5º Edital de Ia Incentivo ao Audiovisual de Pernambuco/Funcultura. A partir das 21h, acontece uma exibição aberto ao público no espaço Casa Caiada, em São Paulo.

Os oito episódios, de 26 minutos cada um, exploram o universo da arte contemporânea no país. A série apresenta, em linguagem acessível e dinâmica, o universo das artes visuais no Brasil e seus expoentes de diversas gerações, abrangendo suas mais variadas expressões artísticas.

O episódio inicial terá como foco a arte política, trazendo questões como o que é arte política e quando podemos dizer que a arte é política. Em entrevistas com artistas de diferentes regiões do país, este episódio mostra a diversidade da produção de arte política no Brasil. Entram em pauta aspectos históricos dessa produção e questões sociais, reflexões sobre violência, identidade étnica, cidadania, território e poder.

O episódio também coloca em questão as relações entre Arte e Cultura, apontando, a partir das entrevistas com artistas, críticos e curadores, que a cultura trata dos consensos, das normas sociais e das regras; enquanto a arte desmancha convenções e nos lança em terrenos desconhecidos. Assim, quando pensamos sobre Arte Política, falamos de uma arte que traz indagações sobre o mundo e sobre alguns dos principais temas da nossa sociedade.

Brasil Visual vai mostrar para o grande público que artes visuais não é assunto chato. Os programas são descontraídos e divididos entre conversas e visitas a ateliês, entre outros ambientes onde a arte é produzida. Toda semana, um episódio inédito propõe uma nova abordagem ligada ao tema. Explorando a produção de diversas gerações e desvendando como essas gerações se comunicam, os documentários revelam diferentes formas de expressão e múltiplos modos de falar do Brasil, do mundo e do homem através da arte.

O artista performático e multimídia Rodrigo Saad, o Cabelo, é o apresentador/narrador que dá unidade à série, interagindo com os entrevistados. Além de artista visual, Cabelo é músico e DJ, lidera a nora assinada por Chelpa Ferro e vinhetas criadas pela artista Lia Letícia com colaboração de Fernando Peres.

“Uma das preocupações do Brasil Visual é quebrar o distanciamento entre o universo das artes visuais e o público em geral: entre o público e os artistas, entre o público e as obras, entre o público e os espaços expositivos”, explica a diretora e idealizadora Rosa Melo.

Alguns episódios são históricos, abordando temas fundamentais para a trajetória das artes visuais brasileiras como o movimento “Arte Correio”, peça fundamental de resistência e de burlar à ditadura militar, além dos temas que abordam “A relação homem, Arte e Meio Ambiente” e “Arte Política”, entre outros.

Compartilhar: