Seis obras desaparecidas há mais de três anos são recuperadas em São Paulo

As telas de Alfredo Volpi e Ivan Serpa foram roubadas em 2011.

Policiais civis disfarçados conseguiram recuperar seis telas furtadas em 2011 de uma casa nos Jardins, na Zona Oeste de São Paulo. De acordo com fontes do circuito de arte, as obras teriam sido roubadas da residência do marchand paulistano Peter Cohn, em um assalto amplamente noticiado pela mídia, em que um funcionário da casa teria sido sequestrado e forçado a garantir o acesso aos ladrões.

Cinco dos quadros são de Alfredo Volpi e o outro de Ivan Serpa. Estavam escondidos em uma casa em Boiçucanga, no litoral norte de São Paulo. A casa pertence a José Tieppo Filho, comerciante de ouro e joias com diversas passagens pela Polícia.

Após longa investigação, a polícia chegou até os quadros por meio de um vendedor que as estava oferecendo no mercado negro por R$2 milhões. Simulando interesse na compra, marcaram encontro com Sebastião Fraga, de 52 anos, que foi preso no ato.  Também foi preso Paulo Lopes de Carvalho, com passagem por receptação. 

Ainda não foram encontradas outras três telas de Volpi roubadas na ocasião. 

 

 

Compartilhar: