Rubens Gerchman recebe selo da UNESCO

© Reprodução: Instituto Rubens Gerchman

© Reprodução: Instituto Rubens Gerchman

O conjunto documental “Arquivo Pessoal Rubens Gerchman” foi incluído no registro nacional do Programa Memória do Mundo da UNESCO – MO1W 2014-2015. Pela primeira vez um artista plástico brasileiro recebe o selo da UNESCO.

A candidatura reuniu acervos de dez instituições brasileiras: Arquivo Público da Cidade de Belo Horizonte, Arquivo da Secretaria de Governo da Capitania de São Paulo, Arquivo Fundação Biblioteca Nacional, Arquivo Justiça Federal de 1º Grau no Rio Grande do Sul, Arquivo Casa Geyer e Museu Imperial, Arquivo Museu Villa-Lobos, Arquivo Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região – Minas Gerais, Arquivo Geral da Cidade do Rio de Janeiro, Arquivo Igreja Positivista do Brasil e Instituto Rubens Gerchman.

Criado em 1992, o programa Mémoria do Mundo identifica documentos ou conjuntos documentais que tenham valor de patrimônio da humanidade. Originou-se do aumento de conscientização sobre a condição de preservação e do acesso ao patrimônio documental em várias partes do mundo. Seu sucesso depende de projetos e atividades de âmbito global, nacional, regional e local. O primeiro comitê nacional do Brasil no programa foi criado em 2004

Receber a chancela da Unesco reforça a missão do Instituto Rubens Gerchman de: conservar, restaurar, promover, publicar, e divulgar o acervo e a memória do artista de forma a estimular a criação de novos públicos e a facilitar o acesso à sua produção artística.

Compartilhar: