O Prêmio Brasil Fotografia 2014 apresenta exposição dos premiados até março, em São Paulo.

Conheça mais sobre os premiados nas categorias: Aquisição, Ensaio e Bolsa de Desenvolvimento de Projeto.

O Prêmio Brasil Fotografia 2014 anunciou os nomes dos fotógrafos premiados:

• Prêmio Aquisição / Prêmio Brasil Fotografia Especial: JR Ripper.
• Prêmio Brasil Fotografia Ensaio: Sonia Guggisberg e Gilvan Barreto.
• Prêmio Brasil Fotografia Bolsa de Desenvolvimento de Projeto: Marcos Muniz, Paula Almozara e Vinicius Assencio.

A exposição do prêmio abre para convidados no dia 15/01/15, às 20h, no Espaço Cultural Porto Seguro, em São Paulo (SP), onde fica em cartaz até 31/03/15.

Espaço Cultural Porto Seguro – São Paulo (SP)
Campos Elíseos: Av. Rio Branco, 1.489, tel. (11) 3337-5880.
Ter. a sex., 10h/19h; sáb. e dom., 10h/17h.
www.premiobrasilfotografia.com.br

Sobre os premiados e trabalhos premiados

• JR Ripper
É fotógrafo e fundador do Programa Imagens do Povo. Começou a trabalhar como fotojornalista com 19 anos. Passou pelos jornais “Última Hora”, “O Estado de S. Paulo” (sucursal carioca), “O Globo”, entre outros. Em 1974, fundou a agência fotográfica F4. A partir da década de 1990, estabelece uma articulação mais estreita do trabalho documental com a atuação na área de Direitos Humanos. Junto a outros fotógrafos, funda a agência Imagens da Terra, cobrindo temáticas sociais diversas em viagens pelo Brasil durante cerca de 10 anos. Posteriormente, criou o Imagens Humanas, onde atualmente expõe seu trabalho pessoal. Em 2004, fundou o Programa Imagens do Povo, projeto realizado pelo Observatório de Favelas, na Maré, Rio de Janeeiro (RJ). Entre seus trabalhos referenciais estão “Trabalho Escravo”, “Trabalho Infantil”, “Índios do Mato Grosso do Sul” e “Mulheres entre Luzes e Sombras”.

• Sonia Guggisberg
Premiada por “Samarina”, que parte de uma pesquisa sobre o redesenhar da cidade, usando as quedas de demolições como metáfora para falar do desmanche não só da cidade e da memória do sujeito, mas do poder político e institucional.

• Gilvan Barreto
Premiado por “Moscouzinho”. No final da década de 1940, Jaboatão, no Grande Recife (PE), elegeu o primeiro prefeito comunista do Brasil. Por causa disso, a cidade ficou conhecida como “Moscouzinho”. Nascido em 1973, durante a ditadura militar brasileira, o fotógrafo Gilvan Barreto cresceu seguindo seus pais entre comícios e reuniões políticas dessa “Rússia Latina”. Em homenagem aos pais, que faleceram enquanto Gilvan produzia o livro “Moscouzinho”, o fotógrafo reinventou este “país”.

• Marcos Muniz
Premiado por “Menomitas”. O objetivo é documentar fotograficamente, de forma inédita, o grupo religioso menonita residente da cidade de Primavera do Leste, no Mato Grosso. Os menonitas são um grupo de origens cristãs que descendem diretamente do movimento anabatista que surgiu na Europa no século XVI, na mesma época da Reforma Protestante.

• Paula Almozara
Premiado por “À Margem”, que pretende desenvolver um conjunto de 10 obras com o objetivo de questionar e provocar os limites existentes sobre a noção de reprodutibilidade técnica na relação “matriz / múltiplo” e “objeto único” realizando experimentações a partir da fotografia analógica.

• Vinicius Assencio
Premiado por “O Mesmo Fogo em Outras Terras”, que propõe a investigação fotográfica de uma tradicional prática do interior paulista, a de atear fogo sobre as lavouras de cana de açúcar, ato que é reproduzido também dentro do território urbano, em seus terrenos baldios.

CRONOGRAMA
Início de mostra
15 de Janeiro de 2015

Término de mostra
31 de Março de 2015

DEMAIS INFORMAÇÕES
Prêmio Brasil Fotografia – 2014

Comissão de seleção e premiação – 2014:
Cildo Oliveira (artista visual), Georgia Quintas (antropóloga), Leonor Amarante (curadora e jornalista), Simonetta Persichetti (pesquisadora e professora) e Walter Firmo (fotógrafo).

 

 

Compartilhar: