Gagosian apresenta fotos de instagram

Entre selfies e poesia digital

Selfies à parte, há quem diga que a prática de fotos no celular tem revelado olhares talentosos. Indo um pouco além, na prática, o uso dos celulares tem deixado alguns poetas até mais preguiçosos. Mesmo assim, quando todos usam o mesmo equipamento para registrar o instantâneo, quem se destaca, merece corações.

Enquanto a Gagosian abre uma nova exposição com 38 fotos selecionadas do instagram e impressas em jato de tinta sobre tela, numa espécie de apropriação (ou curadoria) feita por Richard Prince, no Brasil alguns instagrams que devem ser acompanhados de perto.Um deles é Marcos Chaves, sempre com tiradas geniais e fotos inusitadas. Outro artista residente no Brasil que merece ficar de olho é o fotógrafo austríaco Martin Ogolter.

Na exposição de Richard Prince, os selfies desbundam. A seleção traz desde famosos até ilustres desconhecidos. A diferença aqui é que ele conta com o talento anônimo e não necessariamente a técnica. Por outro lado, seguir pessoas que não abusam da técnica, mas sim da poesia, que não se apoiam em selfies mas em descobertas, é um caminho para explorar as milhões de postagens diárias do aplicativo.

Das pessoas que você segue, quem destacaria?

Compartilhar: