Filmes sobre a artista Karin Lambrecht estreiam em São Paulo

© Divulgação

© Divulgação

Na sexta-feira, dia 26 de junho, estreia em São Paulo o projeto audiovisual “Das Urhaus – A Casa Primordial”, composto de um curta-metragem e um documentário para televisão, que têm como tema a vida e a obra da artista visual Karin Lambrecht. Dirigido pelos cineastas Hopi Chapman e Karine Emerich, o projeto foi contemplado na segunda edição do Prêmio Funarte Mulheres nas Artes Visuais. A sessão de lançamento – comentada pelo professor e crítico de arte Miguel Chaia – acontece às 19h no Auditório Paulo VI do NEAMP – Núcleo de Estudos em Arte, Mídia e Política da PUC-SP. A entrada é franca, por ordem de chegada (50 lugares).

O curta-metragem “Das Urhaus (A Casa Primordial)” mostra o cotidiano de Karin em sua casa-ateliê, em Porto Alegre. “A casa é um espaço familiar ressignificado pela produção artística de Karin. É uma casa que se move em outro tempo, interno e privado, em contraponto com a urbanidade tensa do cenário externo e público. Ousamos invadir de forma subjetiva e explícita a intimidade da artista, a vivência cotidiana com sua mãe Hilda, de 95 anos de idade – uma relação de afeto, troca e cuidado”, explicam os diretores. O curta, com 15 minutos de duração, será exibido em festivais e, posteriormente, em salas de cinema e canais especializados.

Já o documentário para televisão, intitulado “O Universo de Karin Lambrecht”, traz depoimentos da artista, amigos, críticos, colecionadores e curadores a respeito de sua obra. O documentário tem 26 minutos de duração e será exibido nos canais de televisão TV Brasil, TVE e Arte1, a partir de julho.

Trabalhando no campo expandido da pintura, Karin Lambrecht é uma das mais representativas artistas do Rio Grande do Sul. Em suas obras usa sucatas e objetos variados, além de pigmentos de cores vibrantes produzidos pela própria artista e materiais orgânicos, como sangue animal, carvão, água da chuva e terra. Elementos recorrentes como as cruzes, o corpo humano e palavras enigmáticas escritas à mão ou carimbadas, emergem das camadas de tinta e sugerem temas como doença, morte e cura.

Compartilhar: