Feira PARTE: Preview e programação completa

Joao Grando, guerra et paz, 2014 - Galeria Aura Arte

Joao Grando, guerra et paz, 2014 - Galeria Aura Arte

A PARTE, feira de Arte Contemporânea, apresenta a partir do dia 02 de novembro, no espaço Hebraica, mais uma edição, firmando o seu posicionamento como referência no calendário das artes visuais da cidade. Sem dúvida, é a consolidação de um mercado de arte transparente, confiável, profissional e, ao mesmo tempo, aberto para as novidades e transformações. Para se ter uma ideia desta transparência, uma das regras da feira é que todas as obras expostas e colocadas à venda sejam identificadas com, no mínimo, o nome do artista, ficha técnica (materiais, técnica utilizada, etc) e o preço. “O preço exibido é muito importante porque é uma forma de quebrar a inibição de chegar perto da obra e verificar que é possível comprá-la sem receio. A ideia é incentivar a compra para o comprador que vai adquirir pela primeira vez uma obra de arte”, destaca a empresária e uma das coordenadoras, Tamara Perlman.

É a primeira vez que o espaço Hebraica recebe a feira que, nesta edição, traz novas galerias vindas da argentina como a Buenos Artes Fine Arts, SashaD e Aldo de Souza, aprofundando a relação no mercado de Artes entre os dois países.

Esta edição contou com um comitê de seleção independente para escolher as galerias e artistas participantes. Os 40 expositores selecionados foram escolhidos por profissionais de diferentes segmentos do mercado de arte. São eles: Aloisio Cravo, Heitor Reis, Raphael Fonseca, Regina Pinho de Almeida e Rejane Cintrão.

A feira é a única no Brasil com foco exclusivo na produção mais atual, reunindo as novidades mais interessantes das artes visuais. São obras em diversos suportes, como esculturas, pinturas, gravuras, fotografias, instalações, vídeos, livros de artistas, entre outros. A maior parte dos trabalhos apresentados é inédita, obras instigantes e de nomes em ascensão.

A PARTE é hoje a melhor opção para quem quer arejar ideias e conhecer mais do que se produz pelo país, além do circuito Rio – São Paulo. Muitas galerias vêm de fora da cidade e trazem artistas com carreira sólida, mas ainda pouco conhecidos por aqui. A Galeria Myrine Vlavianos, de Florianópolis, representa artistas veteranos como Fernando Lindote e expoentes como Juliana Hoffmann. A Periscópio, de Belo Horizonte, apresentará os novos trabalhos do paraense Éder Oliveira, destaque da última Bienal. A RV Cultura, que tem mudado a cena de arte de Salvador, terá obras ainda inéditas de João Oliveira e Samuel Casal.

Obras raras de artistas já consagrados também receberão destaque nesta edição. Será uma oportunidade para ver de perto obras de Arthur Luis Piza e de Sérvulo Esmeraldo, ambos representados pelo galerista mineiro Murilo Castro, participante da PARTE desde 2011. Pinturas das décadas de 60 e 70 de Claudio Tozzi que até hoje integravam o acervo pessoal do artista serão apresentadas pela Galerie Brésil, por exemplo.

Referência como espaço de circulação de informação sobre a nova geração de talentos das artes plásticas, que atrai desde colecionadores experientes até pessoas que querem comprar a sua primeira obra de arte, a PARTE conquistou nesses seis anos um público tão variado quanto amplo, cada vez maior: o número de visitantes passou de 6.500, na primeira edição em 2011, para 16.000 em 2015, quando a feira passou a realizar duas edições anuais.

Entre as galerias parceiras da feira já há algum tempo temos Galeria Murilo Castro, Andrea Rehder Arte Contemporânea (antiga Galeria Paralelo), DconceptArte Hall, Jackie Shor Arte, Papel Assinado, Luiz Maluf Art Gallery e Folio.Um dos projetos especiais da feira é o trabalho de um coletivo de artistas chamado de 2e1. Nasceu em 2010, nos encontros de Grupo de Estudos e Acompanhamento de Projetos Artísticos, que na época era coordenado por Carolina Paz em seu ateliê no bairro de Perdizes, São Paulo.

Projetos Especiais
O Coletivo 2e1:
Surgiu de um desejo daqueles que participavam das atividades ali desenvolvidas. Sua vocação, desde o princípio, é a do convívio e da geração de conhecimento no campo das artes visuais contemporâneas. Com o passar do tempo, as ações promovidas pelo grupo foram ganhando força e expansão com diversas atividades pensadas para o novo espaço físico do ateliê no bairro da Água Branca. Em 2014, foram iniciadas as primeiras ações 100% a distância, apostando no que já havia dado certo com a transmissão online de parte dos cursos de um programa chamado de Vitamina, iniciado em 2013. Hoje, praticamente todas as atividades do Coletivo 2e1 envolvem interação remota via plataforma de web conferência, incluindo o Grupo de Estudos e o Acompanhamento de Processos e Projetos Artísticos. Sendo assim, o 2e1 hoje, com sua sede no bairro do Pacaembu, não depende e não se caracteriza a partir de um lugar físico, mas sim de uma rede de membros e colaboradores que se encontram, presencial e remotamente, para trabalho, ocupação, experimentação, convivência e criação de conhecimento em artes visuais.

Aluga-se – Projeto Divirta-se
O grupo participa pela sexta vez da Feira PARTE, e na edição de 2016 apresenta o “Divirta-se”, inspirado nas brincadeiras do Circo. Com a temática circense, o grupo, mais uma vez vai colocar o colecionador no papel de performancer e ativador do stand de vendas, para que ele conquiste seu desconto.
Artistas convidados produzirão cerca de 10 trabalhos cada um, com tamanho máximo de 30 x 30 cm que estarão à venda pelo valor único de R$ 450,00. Depois que um cliente decidir comprar uma obra, é hora de bater o martelo, sim, naquelas máquinas de “medir força”, e dependendo da batida do cliente, ele pode ganhar descontos de até R$ 100,00, ecobags ou selfies com os artistas.
Uma ação idealizada, coordenada e executada apenas por artistas que colocam seus trabalhos em circulação. Com diversidade de trabalhos, entre gravuras, pinturas, desenhos, objetos, aquarelas, bordados e colagens. Outro diferencial do stand é que além de uma obra de cada artista exposta na parede, os trabalhos também ficam expostos e acessíveis às mãos de todos em uma mesa, aproximando mais ainda as pessoas das obras de arte.
Artistas: Ana Zveibil, Evandro Prado, Giba Gomes, Marlene Stamm, Rosilene Fontes, Yara Dewachter, Guilherme Gaffi, Alexandre Paiva, Duda Oliveira entre outros…

Haverá ainda:

-Publicações independentes e livros selecionados pela designer gráfica Lila Botter;
-Programação de Diálogos sobre arte contemporânea nos dias 3 e 4/11, quinta e sexta-feira;
-Atividades para o público jovem e infantil nos dias 2, 5 e 6/11, quarta-feira, sábado e domingo;
-Restaurante Santinho.

Galerias Presentes nesta edição:

1. ArtNexus – EUA/Colômbia

2. Aldo de Souza – Argentina

3. Almacén Thebaldi Galeria – Rio de Janeiro

4. Andréa Rehder Arte Contemporânea – São Paulo

5. AR Escritório de Arte – São Paulo

6. Arte Hall – São Paulo

7. Aura Arte – online (Porto Alegre)

8. Biographica – São Paulo

9. Buenos Artes Fine Arts – Argentina

10. Casa das Artes – São Paulo

11. Contempo – São Paulo

12. Dconcept – São Paulo

13. Escritório de Arte Rosa Barbosa – São Paulo

14. Espaço Ophicina – São Paulo

15. Fólio – São Paulo

16.Gachi Prieto – Argentina

17. Galeria Brésil – São Paulo

18. Galeria Murilo Castro – Belo Horizonte

19. Galeria Nícoli – São Paulo

20. Galeria Virgílio – São Paulo

21. Hilda Araújo Escritório de Arte – São Paulo

22. Jackie Shor Arte – São Paulo

23. JB Goldenberg Escritório de Arte – São Paulo

24. Luis Maluf Art Gallery – São Paulo

25. Mira Arte – São Paulo

26. Myrine Vlavianos – Florianópolis

27. Pabellón4 – Argentina

28. Papel Assinado – São Paulo

29. Periscópio – Belo Horizonte

30. Quadro Arte Contemporáneo – Argentina

31. RV Cultura e Arte – Salvador

32. Galeria Base – São Paulo (mudou de nome)

33. Sasha D – Argentina

34. Tato Galeria – São Paulo

35. ungloborojo – Argentina

36. Via Thorey – Vitória ES

37. Ybakatu – Curitiba

38. Galeria Monique Paton – Rio de Janeiro

39. Coletivo2e1
40. Aluga-se

41. Galeria Emma Thomas

42. Clube de Colecionadores

43. Orlando Lemos Galeria, de Belo Horizonte

PROGRAMAÇÃO CULTURAL PARTE 2016

3/11 – QUINTA-FEIRA

13:30 – Conversa com Lucrécia Palacios. Mesa realizada pelo Programa Latitude.
Lucrécia Palacios é curadora e coordenadora de Programas Públicos do MALBA – Museo de Arte Latinoamericano de Buenos Aires
Mônica Novaes Esmanhotto, consultora do Latitude – Platform for Brazilian Art Galleries Abroad, ligado à ABACT – Associação Brasileira de Arte Contemporânea.

15:00 – Os caminhos da viedoarte e outras linguagens e suportes na arte contemporânea. Mesa realizada pela revista Dasartes.
Solange Farkas, curadora e diretora da Associação Cultural Videobrasil, criadora do Festival Internacional de Arte Contemporânea Sesc_Videobrasil, e Carlos Nader, artista visual.

17:00 – Galerias de arte além do cubo branco: modelos inovadores para um mercado em transformação.
Bruna Bailune, diretora da Aura Arte
Juliana Freire, sócia e diretora da Galeria Emma Thomas
Luis Maluf, sócio e diretor da Luis Maluf Art Gallery.
Mediação Mariana Castro, jornalista, diretora de conteúdo F451, e autora do livro “Empreendedorismo Criativo – Como a nova geração de empreendedores brasileiros está revolucionando a forma de pensar conhecimento, criatividade e inovação.”

19:00 – Arte e educação. Mesa realizada pela revista seLecT
Sofía Olascoaga, cocuradora da 32ª Bienal de São Paulo e curadora acadêmica do Museo Universitario de Arte Contemporáneo do México (MUAC), será entrevistada pela equipe editorial da revista seLecT:
Paula Alzugaray é editora da revista seLecT, crítica de arte e curadora independente. Mestre em Ciências da Comunicação pela ECA-USP e Doutora em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP.
Marion Strecker, repórter e conselheira editorial da revista seLecT, jornalista e cofundadora do UOL. Trabalhou na Folha de S. Paulo de 1984 a 1996. É formada em Comunicação Social pela PUC-SP.
Luciana Pareja Norbiato é repórter da revista seLecT e pesquisa as relações interdisciplinares entre filosofia, educação e psicanálise. Cursa Licenciatura em Filosofia pela FFLCH-USP.

4/11 – SEXTA-FEIRA

15:00 – 16:30 – Mercado & Street Art: quais os caminhos possíveis? Mesa realizada pelo portal O Beijo

André Diniz é designer, um dos fundadores da Urban Arts
Marcus Vinícius Teixeira (Enivo) é grafiteiro e artista urbano, um dos fundadores da galeria A7MA
Francisco Rosa é artista e pesquisador, curador da Luis Maluf Art Gallery. Tem estreito diálogo com grafite e pichação.
Walter Nomura (Tinho) é grafiteiro e artista urbano, um dos expoentes do diálogo entre rua e circuito de arte tradicional. É formado em Artes Visuais na FAAP.
Djan Ivson Cripta é pichador e videomaker, um dos principais expoentes do pixo no Brasil. Realiza sua primeira individual no Brasil ainda em 2016.
Mediação de Tatiana de Assis, repórter do site O Beijo

17:00 – Coleções privadas com visão pública.
Sonia Grosso é gestora de coleções, responsável pelo processo de catalogação e comodato da Coleção Roger Wright para a Pinacoteca do Estado de São Paulo.
Rejane Cintrão é coordenadora do Instituto Figueiredo Ferraz. Mestre em História da Arte pela ECA-USP, foi curadora executiva do MAM-SP durante 12 anos e curadora assistente da XXI Bienal de São Paulo.
Marcos Amaro é artista plástico e fundador da Fundação Marcos Amaro e do Centro Independente de Arte Contemporânea CIAC – ITU
Mediação de Paulo Vicelli, diretora de Relações Institucionais da Pinacoteca do Estado de São Paulo, pós-graduado em História da Arte pela FAAP.

19:00 – Arte e Mercado. Mesa Realizada pela FGV Projetos
Arte e Mercado. Mesa Realizada pela FGV Projetos
Silvia Finguerut é Coordenadora de Projetos da FGV Projetos, arquiteta especialista em Restauro de Monumentos pela Universidade de Roma, coautora do livro Arte e Mercado no Brasil.
Fernando Blumenschein é economista, mestre pela FEA-USP e doutor em Economia pela Cornell University. Coordenador de Projetos na FGV Projetos e coautor do livro Arte e Mercado no Brasil.
Mediação de Manuela Fantinato é formada em História, mestre em Literatura e doutoranda em História Social da Cultura pela PUC-Rio. É coordenadora de conteúdo da FGV Projetos, coautora do livro Arte e Mercado no Brasil.
Após a mesa, será realizada sessão de autógrafos do livro Arte e Mercado no Brasil, lançado recentemente pela FGV Projetos.

PROGRAMAÇÃO INFANTIL

5/11 – SÁBADO – 11:00 ÀS 19:00
Oficinas mão na massa para jovens e crianças, realizadas pelo Mundo Maker.
As atividades exploram habilidades como criatividade, resiliência, aprendizado através do erro, cooperação, respeito, planejamento e pensamento crítico de uma forma inteligente, inovadora, divertida e educativa em que o participante é o protagonista do seu processo de criação e aprendizagem.

6/11 – DOMINGO – 11:00 ÀS 19:00
Atividades inspiradas em artistas brasileiros a partir do livro Arte Brasileira para Crianças, Editora Cobogó.

2 A 6/11, HORÁRIOS DE ABERTURA AO PÚBLICO – CAÇA AO TESOURO através das obras expostas na PARTE.

Compartilhar: