Em janeiro: 8º Salão dos Artistas sem Galeria

Projeção 3D de Cesare Pergola

Projeção 3D de Cesare Pergola

A 8ª edição do Salão dos Artistas Sem Galeria, promovido pelo impresso e portal Mapa das Artes (www.mapadasartes.com.br), realiza, a partir de janeiro de 2017, cinco exposições com trabalhos dos 10 artistas selecionados em galerias de São Paulo, Belo Horizonte, Goiânia e Rio de Janeiro. Em São Paulo, as exposições ocorrem simultaneamente na Galeria Sancovsky (12/01/17 a 04/03/17) e na Zipper Galeria (de 17/01/17 a 04/03/17); em Belo Horizonte (Orlando Lemos Galeria, entre 18/03/17 e 22/04/17); em Goiânia (Potrich Arte Contemporânea; de 06/05/17 a 10/06/17); e no Rio de Janeiro, na Patricia Costa Galeria de Arte, entre 27/06/17 e 29/07/17.

Para esta edição, foram selecionados os artistas Lula Ricardi (SP), Maura Grimaldi (SP), Jefferson Lourenço (MG), Marcelo Barros (SP), Gunga Guerra (Moçambique/RJ), Marcelo Pacheco (SP), Luciana Kater (SP), Cesare Pergola (Itália/SP), Juliano Moraes (GO) e Cristiani Papini (MG), que apresentam pinturas, fotografias, esculturas, vídeos e instalações. Os dez artistas foram escolhidos pelo júri formado por Adriana Duarte (galerista capixaba da paulistana Casa da Xiclet), Paula Alzugaray (jornalista e editora da revista “Select”) e Rodrigo Editore (galerista e sócio da também paulistana galeria Casa Triângulo).
A 8ª edição do Salão recebeu 194 inscrições, o que corresponde a 13% de aumento em relação à edição anterior, quando se inscreveram 172 artistas. As inscrições ficaram abertas entre 29/8/16 e 4/11/16. Os dez selecionados receberão um pró-labore de R$ 600,00 cada para despesas com o envio e retirada de suas obras em São Paulo. O Salão oferece ainda um prêmio no valor de R$ 1.000,00 ao artista que mais se destacar nas exposições em São Paulo, na opinião do júri de seleção.
O Salão dos Artistas Sem Galeria tem como objetivo avaliar, exibir, documentar e divulgar a produção de artistas plásticos que não tenham contratos verbais ou formais (representação) com qualquer galeria de arte na cidade de São Paulo. O Salão tradicionalmente abre o calendário de artes em São Paulo e é uma porta de entrada para os artistas selecionados no mundo das artes.

A 8ª edição do Salão dos Artistas Sem Galeria recebeu 194 de 12 Estados mais o Distrito Federal. São Paulo compareceu com 101 artistas, sendo 75 da capital, 15 do interior, 8 da Grande São Paulo e três do litoral. Rio de Janeiro teve 28 inscritos (21 da capital, cinco do litoral e dois do interior). Em seguida, vieram Minas Gerais (22 inscrições, sendo 16 de Belo Horizonte e seis do interior), Paraná (13, sendo nove de Curitiba), Rio Grande do Sul (11, sendo oito de Porto Alegre), Distrito Federal (cinco), Pernambuco (dois de Recife), Espírito Santo, Rio Grande do Norte e Mato Grosso do Sul (um cada).
Nesta 8ª edição do Salão dos Artistas Sem Galeria, o curador Cauê Alves conquistou pela primeira vez o posto de curador preferido pelos postulantes ao Salão, ao ser mencionado por 15 dos artistas inscritos (votação opcional). Agnaldo Farias e Paulo Miyada vieram em seguida, com 13 indicações. Eder Chiodetto foi citado sete vezes. Obtiveram seis menções os curadores Douglas de Freitas, Marcelo Campos, Rafael Fonseca e Mario viagra feminin avis elle Gioia. Paulo Herkenhoff, Adriano Pedrosa e Moacir dos Anjos obtiveram cinco menções cada. Outros 98 nomes foram mencionados nas fichas de inscrição. A indicação de até três curadores na ficha de inscrição foi opcional.

A galeria paulistana Zipper repetiu o feito dos três anos anteriores e continuou sendo a preferida dos 194 artistas inscritos nesta 8ª edição do Salão. A Zipper recebeu 55 votos opcionais e espontâneos. A Casa Triângulo recolheu os frutos de sua mudança para os Jardins e obteve 28 menções. Em seguida vieram Millan e Vermelho, com 21 menções cada. Fortes D’Aloia & Gabriel (ex-Fortes Vilaça) e Nara Roesler tiveram 14 menções. A Mendes Wood DM teve 12. Outras 45 galerias foram citadas, cuja indicação era opcional.

Compartilhar: