DOTMOV Festival chega ao Rio de Janeiro

Still do video Baguaja, de Diego Lama. Duração 3’02’. Ano: 2014

Still do video Baguaja, de Diego Lama. Duração 3’02’. Ano: 2014

Dotmov é um festival multimídia internacional, criado no Japão, em 2003. Desde 2008, roda pelo mundo sua versão de vídeo arte, que já percorreu inúmeros países, tais como: Inglaterra, Estados Unidos, Noruega, China, Brasil, Argentina e Alemanha.
No Brasil o festival é representado pela TAL | Tech Art Lab, que neste ano irá apresenta-lo pela terceira ano na Fábrica Bhering, no Rio de Janeiro. Dotmov também será apresentado em outros espaços de arte contemporânea em Tokyo, Londres, Antuérpia e Hong Kong.

A curadoria japonesa se concentra em vídeos feitos totalmente de forma digital, que em sua maioria se utilizam de grafismos, cores e sonoridades eletrônicas e que, neste ano inclui artistas japoneses e internacionais, tais como: Densuke, Tarafo Otani, Tomoko Nove, Hans Moterlmans, Sabastian Murra e Patanica, com trilhas sonoras de Slate, Qrion, Tilt Six, Anokos, Lucas Bolaño, entre outros.

Já a curadoria nacional é feita, desde 2013, por Gabriela Maciel, que neste ano selecionou artistas do Brasil, Chile e Peru, tais como: Marcos Chaves, Sabastian Mahaluf, Katia Maciel, Rafael Adorján, João Penoni, Diego Lama, Elisa Pessoa, Patricia Gouvêa, Analu Cunha, Sylvia Carolinne, Marcos Kuzka, Ana Paula Albé, entre outros.

A linha curatorial brasileira abrange questões ligadas a percursos e afetividades. Os artistas se utilizaram de ambientes urbanos e naturais e nos levam a uma imersão em paisagens e estados de espírito variados. Alguns dos títulos dos vídeos já nos dão uma noção do que veremos no festival: Linea de Tierra, Trilha, Timeless, Corer (exercícios para esquecer), Do Amor (Allegro ma non troppo), Concrete Jungle, Contra Maré e Os horizontes se encontram no infinito.

Compartilhar: