BOLSA DE ARTE TRAZ LEILÃO SURPREENDENTE EM MAIO

São postas à venda grandes obras de artistas nacionais do colecionador Nelson Diz

A Bolsa de Arte traz em maio uma grande novidade, o leilão deste mês tem obras do colecionador Nelson Diz. As expectativas são grandes devido a quantidade de obras primas que estão à venda. Há muito não se via tantos bons trabalhos nacionais reunidos de uma só vez.

São obras de importantes artistas, como Sérgio Camargo, José Resende, José Damasceno, Anna Maria Maiolino, Tunga, entre muitos outros.

O grande destaque é o trabalho de Iberê Camargo “Núcleo em expansão V”, de 2 metros por 1.

A coleção de obras de Volpi impressiona com cinco quadros repletos de mastros e bandeirinhas.

Artistas mais jovens também participam. Henrique Oliveira, por exemplo, aparece com quatro telas.

E não podemos deixar de citar uma inesperada coleção de Roberto Magalhães com 16 obras à venda.

O catálogo ainda mostra 10 lotes em móveis, entre eles um conjunto de mesa de jantar em jacarandá com tampo de mármore de Carrara e seis cadeiras Estoril, de Tenreiro.

Com o mercado aquecido e os preços apresentados é possível prever que os arremates sejam disputados.

O leilão acontece as 21 horas do dia 28 de maio, quinta-feira, na Rua Rio Preto – Jardins, São Paulo. As obras ficam em exposição neste mesmo local entre os dias 22 e 27 de maio e no Rio de Janeiro, na Rua Prudente de Moraes 326 em Ipanema, dos dias 15 ao 17 de maio. Das 11:00 as 20:00.

 

 

Compartilhar: