Berna Reale denuncia agressão sofrida em centro de perícias de Belém

© Divulgação

© Divulgação

Berna Reale, artista paraense conhecida por trabalhos que lidam com a violência, denunciou agressões sofridas no Centro de Criminalística de Belém, onde também trabalha como perita policial. As agressões teriam sido feitas pelo diretor do Instituto de Criminalística, Sílvio Andre Lima da Conceição e testemunhadas por outros funcionários.

No dia 18 de fevereiro, a artista relatou em sua página no Facebook: “VIOLÊNCIA! (…) Há tempos questiono e denuncio injustiças e irregularidades no local onde eu trabalho. Ontem porém a situação ultrapassou qualquer limite. Fui perguntar a um superior sobre uma um fato mas tudo terminou com o descontrole dele, com gritos insultos, dedos na minha cara, fui pressionada contra a parede e ele dizia que ia me mostrar como respeitá-lo”. E relatou também que registrou um boletim de ocorrência.

Berna Reale foi capa da edição 30 da DASartes. Em 2015, representou o Brasil na última Bienal de Veneza, venceu o Prêmio Marcantonio Vilaça e participou do Panorama, mostra bienal do MAM.

Compartilhar: