Centro Municipal Adamastor recebe exposição Manual da Sobrevivência

© Sheila Ortega

Manual da sobrevivência é a nova exposição de Sheila Ortega no Centro Municipal Adamastor. A mostra que abriu no último dia 09, recebe o trabalho de instalação da artista que toma como ponto de pesquisa um reflexão sobre os objetos e suas ocupações no mundo, visando o ponto de vista arquitetônico e espacial, e transpondo através de sua instalação, sentimentos conquistados com os materiais que carregam consigo memória e história que atravessam o tempo.

“Busco discutir como nos apropriamos das coisas do mundo, trazendo à tona seus vários sentidos, revelando possibilidades de manipulação e combinações. As relações entre os elementos que constituem os trabalhos se dão por meio da construção de um cenário afetivo entre os elementos e a construção com objetos que não pertencem ao mesmo leque de utilidades ou ambientes.”

Objetos domésticos são deslocados de suas funções originais para compor um novo significado, criando um acúmulo de material físico e ações que se transformam em operações repetidas e circunstâncias que são desenvolvidas a partir do manuseio e envolvimento com o objeto em seus múltiplos sentidos. Ali, é possível perceber a ideia de se colecionar o que não se coleciona – a memória do acúmulo.

É diante dessas considerações que se abrem as perguntas: Por que nos afeiçoamos às coisas? Por que guardamos objetos e os acumulamos? Quais sentidos os objetos nos reservam? Por que guardamos tanta memória em forma de objetos? Quais são as memórias que dispomos para compor nossos “manuais de sobrevivência”?

Além da instalação, 4 fotografias e 2 vídeos compõem a exibição, que fica à mostra até o próximo dia 05

Compartilhar: