Casa Triângulo ganha novo edifício e apresenta seu calendário de exposições para 2016

© Divulgação

© Divulgação

O novo edifício da galeria tem aproximadamente 500m² e uma forte presença urbana. A arquitetura tem traços retos, como uma enorme caixa branca suspensa com planos translúcidos e opacos, dando a impressão de flutuar. O piso do salão principal se estende para o exterior da galeria criando uma praça junto à calçada, permitindo o uso dos agradáveis espaços ao ar-livre. O desenho e os materiais contemporâneos estão alinhados à personalidade da galeria, em total sintonia entre estrutura e conteúdo, arquitetura e arte.

A inauguração oficial ocorre no dia 05 de Março de 2016, com a exposição individual de Sandra Cinto intitulada “Acaso e Necessidade”.

MARÇO

Inauguração da nova sede da galeria na Rua Estados Unidos, agendada para 05 de março, com exposição individual de Sandra Cinto, artista internacionalmente reconhecida, com obras em coleções importantes como o MoMA-Museum of Modern Art (Nova York), Museu de Arte Moderna (São Paulo), Philips Collection (Washington DC) e Inhotim-Centro de Arte Contemporânea (Brumadinho), entre outras.

ABRIL

Em paralelo à SP-Arte, será apresentada a primeira exposição individual do artista guatemalteco Dario Escobar na galeria. As obras do artista estão presentes em importantes coleções públicas e privadas, tais como Cisneros Fontanals Art Foundation (Miami), Daros Latinamerica Collection (Zurique), The Museum of Contemporary Art (Los Angeles) e Centre Pompidou (Paris).

MAIO

Exposição individual do jovem artista Flávio Cerqueira, recém adquirido pela coleção da Pinacoteca do Estado de São Paulo, além de fazer parte das coleções do Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo e do Museu de Arte do Rio Grande do Sul, entre outras.

JUNHO

Individual da artista equatoriana Manuela Ribadeneira. Sediada em Londres, a artista participou da Bienal de Cuenca em 2014, da Bienal de Veneza em 2007 e da Bienal de Havana em 2003.

JULHO/AGOSTO

Exposição coletiva com curadoria de Bernardo Mosqueira, recentemente apontado pela Art Basel Miami Beach Magazine como um dos curadores mais promissores da atualidade.

SETEMBRO

Simultaneamente à Bienal de São Paulo, será apresentada a primeira exposição individual do artista Ascânio MMM na galeria. Historicamente reconhecido, o artista participou de inúmeras exposições institucionais desde a década de 1960, possui obras públicas em diversas cidades no Brasil e no exterior e está presente em coleções importantes como Pinacoteca do Estado de São Paulo, Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro e Museo de Arte Contemporáneo de Buenos Aires.

OUTUBRO

Exposição individual de Valdirlei Dias Nunes. O artista participou do Panorama da Arte Brasileira de 2009 e faz parte das coleções do Museu de Arte Moderna (São Paulo) e do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura (Fortaleza).

NOVEMBRO/DEZEMBRO

Exposição individual de Eduardo Berliner, considerado um dos mais proeminentes artistas brasileiros da atualidade, com participação na Bienal de São Paulo em 2012, individual na Casa Daros em 2014, e pertencente a coleções como Estrellita B. Brodsky (Nova York), The Saatchi Gallery (Londres) e Gilberto Chateaubriand-Museu de Arte Moderna (Rio de Janeiro), entre outras.

Compartilhar: