Amnésia Construir para destruir, 2012

Amnésia Construir para destruir, 2012

Selecionado para integrar a edição 2011-2013 do programa Rumos, do Itaú Cultural, Daniel Murgel é um artista que vem consolidando sua trajetória com notável consistência. Atuando no campo artístico há menos de uma década, já acumula três residências – sendo duas fora do Brasil –, algumas importantes participações em salões, e, em 2012, uma de suas obras passou a fazer parte da consagrada Coleção Gilberto Chateaubriand.

Amnésia Construir para destruir, 2012

Amnésia Construir para destruir, 2012

Partindo de desenhos feitos em nanquim e aquarela, que constituem os esboços de suas criações, Daniel Murgel constrói objetos e instalações que propõem um novo olhar sobre as coisas comuns. Com suas fragmentárias “paisagens contemporâneas”, como apontou o crítico Fernando Cocchiarale, o artista nos oferece oportunidades de reflexão sobre nossa atuação em relação às situações que nos são apresentadas e aos espaços que ocupamos.

Compartilhar: