Eduardo Kac | Luciana Caravello Arte Contemporânea

Poesia Espacial II (Da série Telescópio Interior), 2017.

Poesia Espacial II (Da série Telescópio Interior), 2017.

Luciana Caravello Arte Contemporânea apresenta a exposição “Em Órbita: Telescópio Interior”, primeira individual de Eduardo Kac na galeria, que inaugura no dia 20 de julho às 19 horas.

A exposição centra-se na obra “Telescópio Interior” (Inner Telescope), concebida por Eduardo Kac e realizada no espaço em 2017 em colaboração com o astronauta francês Thomas Pesquet.

Feito de materiais disponíveis na estação espacial, “Telescópio Interior” é um instrumento de observação e reflexão poética que nos leva a repensar nossa relação com o mundo e posição no universo. A obra, criada especificamente para gravidade zero, consiste em uma forma que não tem parte superior ou inferior, direita ou esquerda, tampouco frente ou verso. Dependendo do ponto de vista, a obra pode ser vista como uma palavra ou como uma forma visual.

Desde a década de 1980, Eduardo Kac tem escrito e produzido obras de arte e poesia que desafiam os limites da gravidade, como por exemplo seus poemas holográficos. Em 2007 o artista publicou o manifesto “Poesia Espacial”. Por fim, em 2017, realiza seu sonho de criar uma obra de arte diretamente no espaço a bordo da Estação Espacial Internacional.

A exposição apresenta uma seleção de obras — desenhos, bordados, vídeo e fotografias — através das quais o artista revela sua visão da arte e da cultura espacial do futuro.

Eduardo Kac realizou “Telescópio Interior” com apoio do Observatoire de l’Espace (que é o laboratório de arte-ciência da Agência Espacial Francesa), da Agência Espacial Europeia, e da Fundação Daniel et Nina Carasso.

Compartilhar: