De 100 a 1000 | Galeria Tato

Francisco Hurtz, O  cubo

Francisco Hurtz, O cubo

A Galeria TATO, em parceria com Myrine Vlavianos Arte Contemporânea, PICTA Escritório de Arte e Genuinaobra Trading Art, apresenta o projeto “De 100 a 1000”, exposição coletiva com curadoria de Nancy Betts.
O projeto consiste em mostras simultâneas nas cidades de São Paulo, Florianópolis, Joinville e Porto Alegre de obras em pequenos e médios formatos de 43 artistas das quatro galerias, com valores entre R$ 100,00 a R$ 1000,00, justificando o título da iniciativa que tem a galeria paulista na coordenação. O projeto conta também com artistas gentilmente cedidos por outras galerias, como Blau Projects, Zipper Galeria e Galeria Contempo.
O projeto iniciou em novembro de 2015 e dado o enorme sucesso, recebeu a adesão de parceiros. O encontro das galerias surgiu a partir de discussões sobre acessibilidade da arte na última Feira PARTE e é um desdobramento de uma preocupação coletiva. “A maioria das obras foram criadas exclusivamente para a mostra. São trabalhos de artistas que estão em coleções particulares e institucionais, que expõem no Brasil e no exterior. As galerias incentivaram os artistas a produzirem trabalhos a preços mais acessíveis na intenção de formar um público jovem apreciador de obras originais e estabelecê-los como consumidores de
arte ao longo dos anos”, comenta Tato Di Lascio, diretor da Galeria TATO, mente à frente desse movimento.
O incentivo ao colecionismo é, portanto, o mote do projeto. A ideia é que o público jovem sinta-se atraído pela possibilidade de decidir a compra de um produto que necessita se desprender do mito de que é inacessível. Na primeira edição em São Paulo foram vendidas 85% das obras expostas. O preço praticável e a forma de pagamento atraem os visitantes que, muitas vezes, por falta de opção, adquirem reproduções sem valor. “A apresentação das obras prontas para a parede, já com molduras também chama a atenção, pois facilita a compra nessa época de festas de final de ano. Uma obra de arte é sempre um presente original”, salienta
Tato.

“De 100 a 1000” será realizada na Galeria TATO em São Paulo, na cidade de Florianópolis com a Myrine Vlavianos Arte Contemporânea, em Joinville com PICTA Escritório de Arte e em Porto Alegre com a Genuinaobra.
Para 2017 a intenção é obter a adesão de galerias de outras regiões do Brasil, podendo formar uma grande rede de incentivo à formação de público consumidor de arte.

ARTISTAS PARTICIPANTES:
Adriana Affortunati, Alexandre Copês, Alice Freire, Alice Ricci, Aloysio Pavan, Amanda Mei, Beatriz Chachamovits, Bina Monteiro, Daniel de Souza, Dea Lellis, Diego de los Campos, Estela Miazzi, Felipe Caldas, Fernanda Galvão, Fernanda Preto, Flavia Junqueira, Francisco Hurtz, Gabriel Torggler, Georgia Vilela, Guilherme Maranhão, João Fasolino, Juan Bianchi, Karina Zen, Luiz Ferreira, Luiz83, Madu Almeida, Marcelo Gandhi, Mariana Riera, Maristela Cabello, Monica Tinoco, Pedro Ivo Verçosa, Pedro Silva, Renato Pera, Rodrigo Motta Lopes, Rogério Negrão, Shizue Sakamoto, Silvia Carvalho, Silvia Ruiz, Thais Albuquerque Braga, TiroTTi, Vítor Mizael, Vivian Kass e Washington Silvera.

Compartilhar: